A descortesia como estratégia argumentativa em interações virtuais polêmicas

Jessica Oliveira Fernandes, Mônica Magalhães Cavalcante

Resumo


A argumentação intenta influenciar o outro por meio de diversas estratégias textuais/discursivas, dentre as quais destacamos a (des)cortesia. O presente trabalho tem o objetivo de apontar aspectos que possibilitam a interface entre a abordagem sobre Argumentação desenvolvida por Amossy (2017, 2018) e a perspectiva sociopragmática de (des)cortesia (MARLANGEON, 2014, 2017; BRAVO, 2005, 2010). Essa interface é ilustrada pelas trocas entre usuários comuns do Instagram, os quais comentam uma publicação/notícia veiculada na página de um jornal (@portalg1). Nossa hipótese é que os índices de (des)cortesia presentes nos comentários colaboram sensivelmente para as tentativas de desqualificação do outro nas polêmicas.

Palavras-chave: Redes sociais. Argumentação. Polêmica. (Des)cortesia.


Texto completo:

PDF

Referências


AMOSSY, R. A argumentação no discurso. Trad. Eduardo Lopes Piris et al. São Paulo: Contexto, 2018 [2000].

______. Apologia da polêmica. Trad. Mônica Magalhães Cavalcante et al. São Paulo: Contexto, 2017 [2014].

BRAVO, D. Categorías, tipologías y aplicaciones. Hacia una redefinición de la cortesía comunicativa. Estudios de la (des) cortesía en español. Categorías conceptuales y aplicaciones a corpora orales y escritos, v. 1, p. 21-52. 2005.

______. Pragmática socio-cultural: La configuración de la imagen social como premisa socio-cultural para la interpretación de actividades verbales y no verbales de imagen. In: ORLETTI, Franca; MARIOTTINI, Laura (Ed.). (Des)cortesia en español: espacios teóricos y metodológicos para su estudio. Roma-Estocolmo: Università Degli Studi Roma, 2010. p. 19-46.

BROWN, P.; LEVINSON, S. Politeness: some universals in language usage. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

CABRAL, A. L. T. Violência verbal e argumentação nas redes sociais: comentários no Facebook. Calidoscópio – v. 17, n. 3, setembro-novembro 2019.

CULPEPER, J. Impoliteness using language to cause offense. Cambridge, Cambridge University Press, 2011. 292 p.

KAUL DE MARLANGEON, S. B. Encuadres de aspectos teóricos-metodológicos de la descortesía verbal en español. In: (Org.) MORALES, J. E., VEGA, H. G. Miradas multidisciplinares a los fenómenos de cortesía y descortesía en el mundo hispánico. 1a ed. Barranquilla-Estocolmo: Universidad del Atlántico - Universidad de Estocolmo; CADIS – Programa EDICE, 2012, 761 págs. ISBN: 978-958-8742-25-0

________.Delimitación de unidades extralinguísticas de análisis del discurso de (des)cortesia. Signo y Seña. Buenos Aires, n. 26, p. 7-21, dez. 2014.

______. Contribuições para o estudo da descortesia verbal. In: Descortesia e cortesia: expressão de culturas. (Org.) Ana Lúcia Tinoco Cabral, Isabel Roboredo Seara, Manuel Francisco Garanha. São Paulo: Cortez, 2017.

KERBRAT-ORECCHIONI, C. Abordagem intercultural da polidez linguística: problemas teóricos e estudo de caso. In: CABRAL, A. L. T.; SEARA, I. R.; GUARANHA, M. F. (Orgs.). Descortesia e cortesia: expressão de culturas. São Paulo: Cortez, 2017. p.17-56.

______. Análise da conversação: princípios e métodos. Tradução Carlos Piovezani Filho. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

LEECH, G. Principles of pragmatics. New York: Longman, 1983.

MUNIZ-LIMA, Isabel. Modos de interação digital no hipergênero webnotícia. In: III Workshop em Linguística Textual: texto, discurso, gênero e interação, 2019. Fortaleza: UFC, 2019.

PLANTIN, C. L’argumentation. Paris: PUF, 2005 [A argumentação: história, teorias, perspectivas. Tradução de Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola, 2008].

SEARA, Isabel Roboredo; CABRAL, Ana Lúcia Tinoco. O comentário elogiativo nas redes sociais: estratégias de cortesia valorizadora. Revista da Associação Portuguesa de Linguística. n. 3 09/2017, p. 311-332. Disponível em: Acesso em 18/01/2020.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.