Argumentação retórica: aspectos teóricos e práticos

Antônio Lailton Moraes Duarte, Rosalice Botelho Wakim Souza Pinto, Edmar Peixoto de Lima

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar de que forma as técnicas argumentativas podem ser utilizadas em um discurso jurídico para convencer um auditório a determinada tese. Elegemos, como documento de análise, o texto que registra o voto do Ministro-Relator Carlos Ayres Britto relativo à ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) no. 132/RJ e à ação direta de inconstitucionalidade (ADI) no. 4277/DF. Baseamo-nos em pressupostos teóricos de Perelman e Olbrechts-Tyteca (2005) e Amossy (2017, 2018). Resultados preliminares demonstram que o orador constrói uma diversidade de ethè, em função de um auditório específico (pathos institucionalmente assente).


Texto completo:

PDF

Referências


AMOSSY, R. Apologia da polêmica.Coordenação da tradução Mônica Magalhães Cavalcante; Tradução de Rosalice Botelho Wakim Souza Pinto et al. São Paulo: Contexto, 2017.

ANSCOMBRE, J.-C e DUCROT, O. L´Argumentation dans la langue. Liège: Mardaga, 1988.

BARROSO, Luís Roberto. Interpretação e aplicação da Constituição: fundamentos de uma dogmática constitucional transformadora. 6 ed. Rev., atual. e ampl. São Paulo: Saraiva, 2008.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Processo: ADI 4.277/DF. Relator: Ministro Ayres Britto. Órgão julgador: Tribunal Pleno. Data do julgamento: 05 maio 2011. Diário de Justiça eletrônico, 198, 14 out. 2011. Disponível em: http://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/20627236/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-4277-df-stf >. Acesso em: 15 ago. 2013.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1998.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Processo: ADPF 132/RJ. Relator: Ministro Ayres Britto. Órgão julgador: Tribunal Pleno. Data do julgamento: 05 maio 2011. Diário de Justiça eletrônico, 198, 14 out. 2011. Disponível em: http://www.stf.jus.br/portal/geral/verPdfPaginado.asp?id=433816&tipo=TP&descricao=ADPF%2F132>. Acesso em: 15 ago. 2013.

BRASIL. Lei nº. 9.882, de 03 de dezembro de 1999. Dispõe sobre o processo e julgamento da arguição de descumprimento de preceito fundamental, nos termos do § 1o do art. 102 da Constituição Federal. Diário Oficial da União, Brasília, 06 de dezembro de 1999. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1999.

BRASIL. Lei nº. 10.416, de 10 de janeiro de 2002. Código Civil Brasileiro. Diário Oficial da União, Brasília, 11 de janeiro de 2002. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 2002.

CORACINI, M. J. R. F. Um fazer persuasivo: o discurso subjetivo da ciência. 2. ed. Campinas (SP): Pontes, 2007.

DIAS, M. B. União homossexual, o preconceito e a justiça. 3. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2005.

FIORIN, J. L. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2015.

GOMES, A. de M. O judiciário e a retórica sexista: valores, hierarquia e lugares retóricos. 208 f. 2017. Tese (Doutorado em Língua Portuguesa) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.

MACEDO, P. S. A. de. Análise da argumentação no discurso. 242 f. 2018. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2018.

PERELMAN, C., OLBRECHTS TYTECA. Tratado da argumentação: a nova retórica. (tradução Maria Ermantina de Almeida Prado Galvão; revisão da tradução Eduardo Brandão) 2ª edição. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PINTO, R. Como argumentar e persuadir? Práticas: política, jurídica e jornalística. Lisboa: Quid Juris Sociedade Editora, 2010.

PISTORI, M.H.C.; BANKS-LEITE, L. Argumentação e construção de conhecimento: uma abordagem bakhtiniana. Baktiniana, São Paulo, v. 1, n. 4, p. 129-144, 2o sem. 2010.

PISTORI, M. H. C. Ethos e pathos no discurso do Ministro-Relator do Supremo Tribunal Federal, Baktiniana, São Paulo, 13, n. 1, p. 71-93, jan. Abril, 2018.

PLANTIN, C. Essais sur l´argumentation. Paris: Kimé, 1990.

SILVA, De P. E. Vocabulário jurídico. 12. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1997.

TODOROV, T. Os gêneros do discurso. Tradução Ana M. Leite. Lisboa : Edições 70, 1981






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.