Heterogeneidades enunciativas como estratégias argumentativas no Twitter

Carlos Eduardo Silva Pinheiro, Mariza Angélica Paiva Brito, Mônica Magalhães Cavalcante, Suzana Leite Cortez

Resumo


Neste trabalho analisamos as estratégias argumentativas desempenhadas pelas marcas das heterogeneidades enunciativas na rede social Twitter. Para tanto, defendemos uma interface teórica entre os pressupostos fundamentais da Linguística Textual e o aparato teórico da Linguística da Enunciação, de Authier-Revuz (1990, 1998, 1999, 2004,  2008, 2015). Por inscrevem a subjetividade do locutor em seu dizer mediante a representação de si e dos outros na linearidade discursiva, partimos da hipótese de que essas marcas podem impulsionar a tomada de posicionamentos em relação ao dizer do próprio locutor e a outros dizeres, funcionando como estratégias argumentativas nos textos.

Texto completo:

PDF

Referências


AUTHIER-REVUZ, Jacqueline. Algumas considerações sobre modalização autonímica e discurso outro. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 34, n. 2, ed. 116, p. 7-30, 1999.

______. A representação do discurso outro: um campo multiplamente heterogêneo. Revista Investigações, Recife, v. 28, n. Especial, p. 1-39, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/INV/article/view/1846/1460. Acesso em: 18 jul. 2019.

______. Entre a transparência e a opacidade: um estudo enunciativo do sentido. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

______. Heterogeneidade(s) Enunciativa(s). Caderno de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 19, p. 25-42, 1990.

______. O estrato meta-enunciativo, lugar de inscrição do sujeito em seu dizer: implicações teóricas e descritivas de uma abordagem literal. O exemplo das modalidades irrealizantes do dizer. Tradução de Maria Cristina Batalha. Matraga, Rio de Janeiro, v. 15, n. 22, p. 33-63, 2008. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/matraga/article/view/27906/0. Acesso em: 18 jul. 2019.

______. Palavras incertas: as não-coincidências do dizer. Campinas: Editora da Unicamp, 1998.

______. Representação do discurso outro e categorização metalinguageira. Tradução de Dóris de Arruda C. da Cunha e Joice Armani Galli. In: CUNHA, Dóris de Arruda C. da Cunha; GRIGOLETTO, Evandra; Cortez, Suzana Leite (Orgs.) Representação dos dizeres na construção dos discursos. Campinas: Pontes Editores, 2018. p. 17-36.

BOLSONARO confessa que era o mais ruim. [S. l.]: Tv Afiada, 2019. Disponível em: www.youtube.com/watch?v=3jxYQxJXfM8. Acesso em: 12 mar. 2020.

BRITO, Mariza Angélica Paiva. Marcas linguísticas da interpretação psicanalítica: heterogeneidades enunciativas e construção da referência. 2010. 213 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/8892/1/2010_tese_mapbrito.pdf. Acesso em: 18 jul. 2019.

______.; FALCÃO, Maria Dayanne Sampaio; SANTOS, José Elderson Souza. Apelo a um exterior: as alusões como estratégias argumentativas. Revista de Letras, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, v. 2, n. 36, p. 23-35, 2018.

______.; CABRAL, Ályna Maria Fragoso; MORAIS, José Edileudo da Silva. O uso das aspas como recurso argumentativo - o apelo à voz do outro. PERcursos Linguísticos, Vitória. v. 7, n. 17, p. 105-120, 2017.

______.; PINHEIRO, Carlos Eduardo Silva. O estatuto argumentativo das não coincidências do dizer. In: AZEVEDO, Isabel Cristina Michelan de; PIRIS, Eduardo Lopes. (Orgs.). Discurso e Argumentação: fotografias interdisciplinares. vol. 2. 1 ed. Coimbra: Grácio Editor, 2018. p. 173-188.

CAVALCANTE, Mônica Magalhães; FONSECA, Carlos Magno Viana. Linguística Textual e Teoria da Enunciação. In: SOUZA, Edson Rosa Francisco de; PENHAVEL, Eduardo; CINTRA, Marcos Rogério. (Orgs.). Linguística Textual: interfaces e delimitações. São Paulo: Cortez, 2017. p. 357-393.

FONSECA, Carlos Magno Viana. Uma abordagem retórico-argumentativa para as não coincidências do dizer. Mossoró: Edições UERN, 2015.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MACEDO, Patrícia Souza Almeida de. Análise da argumentação no discurso: uma perspectiva textual. 2018. 245 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38840. Acesso em: 18 jul. 2019.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Atlas, v. 6, 1992.

REY-DEBOVE, Josette. Le métalangage. Étude linguistique du discours sur le langage. Paris: Armand Colin, 1978.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.