GEOLOGIA E PALEONTOLOGIA DO MEMBRO TAQUARAL (EOPERMIANO) NO AFLORAMENTO DO RIO DA CABEÇA, ESTADO DE SÃO PAULO

Artur Chahud

Resumo


A Formação Irati, Permiano (Cisuraliano) da Bacia do Paraná, destaca-se por importantes características geológicas e paleontológicas. Dois membros são reconhecidos, Taquaral e Assistência. A maior parte do Membro Taquaral é constituída de sedimentos síltico-argilosos, cinzentos, com laminações plano-paralelas e na base ocorrem arenitos conglomeráticos com grande quantidade de fósseis de vertebrados. O afloramento do Rio da Cabeça tem a maior espessura da camada arenosa, 43cm, os outros possuem 9,5 e 15cm de espessura, mas é o que tem menor densidade fóssil, 0,5fóssil/cm². O presente trabalho discute e caracteriza a tafonomia e a paleoictiofauna deste afloramento. A maior parte dos fósseis são dentes, escamas e de partes ósseas indeterminadas desarticuladas e dispersas de Actinopterygii (Palaeonisciformes) e dentes de Chondrichthyes Xenacanthiformes indeterminados.

Palavras-chave


Cisuraliano; Chondrichthyes; Actinopterygii; Formação Irati

Texto completo:

PDF

Referências


Chahud, A. & Petri, S. 2008b. Registro de paleoniscóides na base do Membro Taquaral, Formação Irati, Permiano da Bacia do Paraná. Revista do Instituto Geológico, 29 (1/2), 33 -40.

Chahud, A. & Petri, S. 2009. Novos Xenacanthidae (Chondrichthyes, Elasmobranchii) da base do Membro Taquaral, Formação Irati, Permiano da Bacia do Paraná. Revista do Instituto Geológico, 30(1/2), 19-24.

Chahud, A. & Petri, S. 2010a. Anfíbio e Paleonisciformes da Porção Basal do Membro Taquaral, Formação Irati (Permiano), Estado de São Paulo, Brasil. Geologia USP. Série Científica, 10(1), 29-37.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.