CARACTERIZAÇÃO FACIOLÓGICA DAS FORMAÇÕES CARIRI E BREJO SANTO EM AFLORAMENTOS A NE DO MUNICÍPIO MISSÃO VELHA (CEARÁ – BRASIL)

Diego da Cunha Silvestre, Gelson Luís Fambrin, André Augusto Feitoza Santos

Resumo


Este trabalho teve como objetivo a caractetização dos conjuntos de fácies mais basais presentes na Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil. Os sedimentos estudados aqui são correspondentes às tectono sequências Sinéclise e Início de Rifte, respectivamente as formações Cariri e Brejo Santo. A área em que foram levantados os afloramentos situa-se a NE do Município de Missão Velha – CE. Foram definidas 7 fácies em afloramentos da Formação Cariri: Conglomerados maciços (Gm), Arenitos conglomeráticos (Scg), Arenitos finos laminados (Sh), Arenitos com estratificação cruzada tabular (Sp), Arenitos com estratificação cruzada acanalada (St), Arenitos maciços (Sm) e Folhelhos avermelhados (Fsc). Já as fácies Folhelhos (Fsc), Argilitos maciços (Fm) e Arenitos calcíferos (Sc) são os constituintes da Formação Brejo Santo. O empilhamento e a associação das fácies corroboraram para a classificação de sistemas de sedimentação para as duas formações, para a Formação Cariri um sistema fluvial entrelaçado e para a Formação Brejo Santo um sistema lacustre sob fortes influências sazonais.

Palavras-chave


Bacia do Araripe, Formação Cariri, Formação Brejo Santo, Análise de fácies, Estratigrafia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18190/1980-8208/estudosgeologicos.v27n1p19-33

Apontamentos

  • Não há apontamentos.