A OCORRÊNCIA DA FORMAÇÃO ABAIARA NA BACIA DE CEDRO E SUAS IMPLICAÇÕES GEOTECTÔNICAS

Iraclézia Gomes de Araújo, Mário F. de Lima Filho, Flávia Azevedo Pedrosa

Resumo


A Bacia de Cedro, objeto desta abordagem, é uma das Bacias Interiores do Nordeste, geologicamente inserida na Zona Transversal da Província da Borborema. A recente construção da Transnordestina cortou diversas bacias do interior do Nordeste, dentre estas a Bacia de Cedro, expondo cortes nos quais afloram sedimentos anteriormente mapeados como de idade Paleozóica, se fazendo oportuna uma revisão de sua estratigrafia, uma vez que os últimos levantamentos datam de 1993. Os dados obtidos neste trabalho confirmam uma mudança significativa no empilhamento estratigráfico desta bacia, incluindo em sua estratigrafia sedimentação correspondente a fase Rifte (Cretácio inferior), e permitiram também concluir que a sedimentação composta de calcários aptianos teria uma extensão maior do que se acreditava anteriormente. As análises faciológicas e dados bioestratigráficos permitiram definir a existência da Formação Abaiara de idade aptiana nesta bacia. O novo estudo aqui apresentado muda o panorama da evolução geotectônica desta bacia e pode ter implicações importantes para outras bacias do interior do Nordeste.

Palavras-chave


Bacia de Cedro, Rifte, Formação Abaiara, Bacias Interiores

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18190/1980-8208/estudosgeologicos.v27n1p108-117

Apontamentos

  • Não há apontamentos.