PALEOAMBIENTE DEPOSICIONAL E ORIGEM DA MATÉRIA ORGÂNICA DOS FOLHELHOS BETUMINOSOS DA FORMAÇÃO IPUBI, PORÇÕES LESTE E SUDESTE DA BACIA DO ARARIPE, NE DO BRASIL: EVIDÊNCIA DE N-ALCANOS E ISOPRENOIDES

William Alexandre Lima de Moura, João Carlos Morais de Araujo, Thales Lúcio, João Adauto de Souza Neto

Resumo


Condições paleoambientais dos folhelhos betuminosos cretáceos da Formação Ipubi (Bacia do Araripe-NE do Brasil) são continuamente debatidos. O principal ponto de controvérsia é se essas rochas foram depositadas em condições lacustres ou marinhas restritas. O presente estudo se desenvolveu com amostras representativas desses folhelhos betuminosos da unidade sedimentar supracitada, a partir da análise de biomarcadores saturados (n-alcanos e isoprenoides) para se reconstruir o paleoambiente deposicional e a origem da matéria orgânica. O predomínio de n-alcanos entre n-C13 e n-C19 são indicativos de uma contribuição algálica. Entretanto, picos das concentrações dos n-alcanos n-C27, n-C28 e n-C29 sugerem uma influência de plantas continentais. As relações Pr/Fi e Pr/Fi vs. (Pr + n-C17)/(Fi + n-C18) indicam condições redutoras (baixa oxigenação) e hipersalinas durante a deposição destes folhelhos. O diagrama Pr/n-C17 vs. Fi/n-C18, além de sugerir também condições redutoras durante a deposição destes folhelhos, classifica a contribuição algálica como de origem marinha-transicional. Sendo assim, baseado nos compostos orgânicos moleculares, este estudo sugere que os folhelhos estudados foram depositados em condições anóxicas e hipersalinas em um paleoambiente marinho restrito à transicional.

Palavras-chave


Folhelhos betuminosos, Biomarcadores; Formação Ipubi; Bacia do Araripe

Texto completo:

PDF

Referências


Arai, M., 2014. Aptian/Albian (Early Cretaceous) paleogeography of the South Atlantic: a paleontological perspective. Brazilian Journal of Geology, 44: 339- 350. Arai, M., 2012. Evidência micropaleontológica da ingressão marinha aptiana (pré-evaporítica) na Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil. In: 46 Congresso Brasileiro de Geologia... Volume único p.1.

Arai, M., Coimbra, J. C., 1990. Análise paleoecológica do registro das primeiras ingressões marinhas na Formação Santana (Cretáceo Inferior da Chapada do Araripe). Simpósio Bacia do Araripe e Bacias Interiores do Nordeste, 15p.

Castro, R.G., Lúcio, T., Fambrini, G.L., Souza Neto, J.A., Pereira, R., 2017. Caracterização Geoquímica dos Folhelhos Betuminosos da Formação Ipubi, Bacia do Araripe, NE do Brasil. Geochimica Brasiliensis, 31: 11-27. Coimbra, J.C., Arai, M., Carreño, A.L., 2002. Biostratigraphy of Lower Cretaceous microfossils from the Araripe basin, northeastern Brazil. Geobios, 35: 687-698.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.