O Barroco camoniano na constituição psicológica de Adamastor

Gabriel Loureiro Pereira da Mota Ramos

Palavras-chave


Literatura

Referências


CAMÕES, Luís de. Os Lusíadas. São Paulo: Editora Martim Claret, 2012.

CAMPOS, Haroldo de. Poética sincrônica e poética diacrônica. In: A arte no horizonte do provável. São Paulo: Editora Perspectiva, 1975.

CARPEAUX, Otto Maria. História da Literatura Ocidental, vol.2. Lisboa: Editora Leya, 2011.

D’ORS, Eugenio. Lo Barroco. Madrid: Editora Metropolis, 2005.

FREUD, Sigmund. Das ökonomische Problem des Masochismus. In: Gesammelte Werke. Fischer Taschenbuch Verlag. 1999.

GÓNGORA, Luis de. Polifemo y Galatea. [S. I.]. Disponível em: http://www.cervantesvirtual.com/obra-visor/fabula-de-polifemo-y-galatea--0/html/fedcc184-82b1-11df-acc7-002185ce6064_2.html. Acesso em: 05 ago. 2018.

HATZFELD, Hamut. Estudos sobre o Barroco. São Paulo: Perspectiva, 2002.

MEZZAN, Renato. A querela das interpretações. In: A vingança da esfinge. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.

SARDUY, Severo. O barroco e o neobarroco na América Latina. In: FERNÁNDEZ MORENO, César (Ed.). América Latina em sua literatura. Trad. Luiz João Gaio. São Paulo: Perspectiva/Unesco, 1979.

VIEIRA, Yara Frateschi. Adamastor - o pesadelo de um ocidental. Revista Colóquio/Letras, Lisboa, n. 98, p. 25-37, jul. 1987.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.