Identificação de Riscos Erosivos na Bacia Hidrográfica do Rio Beberibe – PE (Identification of Erosive Risks in the Hydrographic Basin of Beberibe River – PE)

José Fabio Gomes da Silva, Manuella Vieira Barbosa Neto

Resumo


Os riscos ambientais, sobretudos os relacionados a eventos erosivos adquirem grande importância, uma vez que os mesmos causam graves perdas econômicas e humanas em todo planeta, sendo, contudo, uma problemática mais grave em países subdesenvolvido e/ou em desenvolvimento.  Nesse sentido, este trabalho teve por objetivo identificar riscos ambientais, sobretudo os relacionados aos processos erosivos no contexto da bacia hidrográfica do rio Beberibe-PE. Para isso, foi realizado um mapeamento do perigo natural a processos erosivos utilizando critérios de vulnerabilidade para unidades territoriais básicas como: Geologia, Geomorfologia, Pedologia, Vegetação e clima. Foram realizados trabalhos de campo a fim de identificar os riscos existentes na área de estudos. Essa pesquisa demonstrou uma maior incidência de eventos morfodinâmicos na área do médio curso do rio Beberibe, uma vez que a mesma apresenta uma declividade mais acentuada, e que atrelada ao uso e ocupação do solo de forma indevida por parte da população favorece o agravamento de eventos erosivos na área em questão.

 

 

A B S T R A C T

Environmental risks, especially those related to erosion events, are of great importance, since they cause serious economic and human losses on the whole planet, however it is an even more serious problem in underdeveloped and/or developing countries. In this regard, this work aimed to identify environmental risks, especially those related to erosion processes at the hydrographic basin of Beberibe-PE. For this purpose, a mapping of the natural hazard to erosive processes was made, using vulnerability criteria for basic territorial units such as: Geology, Geomorphology, Pedology, Vegetation and climate. Fieldwork was carried out to identify the risks in the area of studies. This research demonstrated a higher incidence of morphodynamic events in the area of the middle course of Beberibe River, since it presents a more pronounced slope, and that, coupled with the improper use and occupation of the soil by the population favors the aggravation of erosion events in the referred area.

Keywords: Environmental risks, Erosion, Geoprocessing.


Palavras-chave


Riscos ambientais; Erosão; Geoprocessamento.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, N.M.S; SILVA, D.B.; MOTTI, P. J. M.; RÊGO, M. J. M. 2006. Interferências antrópicas nos processos morfodinâmicos na área do assentamento rural Nova Suissa - Santo Amaro/Bahia. VI Simpósio Nacional de Geomorfologia: Geomorfologia tropical e subtropical: processos, métodos e técnicas. Goiânia, 6 a 10 de setembro.

Ayoade, J. O., 2011 Introdução à Climatologia para os trópicos. – 15ª Ed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

CAMPOS, Hernani Loebler 2008. O Rio Beberibe e sua importância para o abastecimento de água da Região Metropolitana do Recife – RMR: uma perspectiva histórica. Revista Clio – Revista de Pesquisa Histórica, n.26.1 pp. 239-256. Disponível em:. Acessado em: 17 fev. 2018.

________ 2003. Processo Hidrológico de Gestão na Bacia Hidrográfica do Rio Beberibe (PE): Uma Retrospectiva. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Geociências. Tese de Doutorado. Rio de Janeiro – RJ. 226p.

Cardinali, M.; Reichenbach, P., Guzzetti, F. , Ardizzone, F. , Antonini, G , Galli, M. , Cacciano, M. , Castellani, M , Salvati, P. 2002. A geomorphological aproach to the estimation os landslide hazards and risks in Umbria, Central Italy.Natural Hazards and Earth System Sciences, v. 2, p. 57 – 72.

Castro, C. M. de; Peixoto, M. N. de O.; Rio, G. A. P. do., 2005. Riscos ambientais e geografia: conceituações, abordagens e escalas. Anuário do Instituto de Geociências – UFRJ Vol. 28-2 / p. 11-30.

Costa, J. A. V., Falcão, M. T., Costa, J. B. da. 2006. Vulnerabilidade aos processos erosivos no município de Pacaraima-RR. Primeira abordagem. VI Simpósio Nacional de Geomorfologia: Geomorfologia tropical e subtropical. Goiânia - GO, 6 a 10 de setembro.

Crepani, E., Medeiros, J. S. de, Filho, P. H., Florezano, T. G., Duarte, V., Barbosa, C. C. F. 2001. Uso de sensoriamento remoto no Zoneamento aplicado ao zoneamento ecológico-econômico e ao ordenamento territorial, INPE - São José dos Campos.

Filho, A. R. e Cortez, A.T.C., 2010. A problemática sócioambiental da ocupação urbana em áreas de risco de deslizamento da “Suíça Brasileira” Revista Brasileira de Geografia Física 03 (2010) 33-40

Guerra, A. J. T., 2007. O início do processo erosivo. in: Erosão e conservação do solo – conceitos, temas e aplicações. Guerra, A.J.T. e Botelho, R.G.M. (orgs.). Editora Bertrand Brasil, Rio de Janeiro, 3ª ed., p. 15-55.

Guerra, A. J. T., 2007. O início do processo erosivo. In: Guerra, A. J. T., Silva, A. S. e Botelho, R. G. M. (orgs.). Erosão e Conservação dos Solos: Conceitos, Temas e Aplicações. -3ª Ed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

IPT., 2005. Mortes por escorregamentos no Brasil (1988-2005): banco de dados. São Paulo: Instituto de Pesquisas Tecnológicas, CDROM.

ISDR., 2005. Disaster risk reduction 1994-2004. [Geneva]: United Nations, International Strategy for Disaster Reduction (ISDR).

JORGE, M. C. O. 2011. Geomorfologia urbana: conceitos, metodologias e teorias In: GUERRA, A. J. T. (org.). Geomorfologia Urbana – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Magalhães, R. A. 2001 Erosão: definições, tipos e formas de controle. VII Simpósio Nacional de Controle de Erosão Goiânia (GO), 03 a 06 de maio

Marandola Jr. e Hogan, Eduardo Daniel Joseph., 2004. Natural hazards: o estudo geográfico dos riscos e perigos. Ambiente e Sociedade, vol. 7, núm. 2, julio-diciembre, pp. 95-109.

Moraes, M. A. de e Lacerda, W. de A. (orgs.)., 2007. O planeta pede socorro: geografia física e meio ambiente. – 1ª ed. – Campinas, SP: Editora Átomo.

Oliveira, M. da S. Análise da Aplicação de Geoprocessamento no Gerenciamento de Áreas de Risco de Movimentos de Massa: Estudo de Caso de Santos/SP. 2011. 68 f. (Monografia) Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2011

Rebelo, F., 2003. Riscos naturais e acção antrópica: estudos e reflexões. 2ª ed. Imprensa da Universidade de Coimbra, Coimbra.

Silva, J. F. G. e Barbosa Neto, M. V. 2016. Análise da vulnerabilidade a processos erosivos da bacia hidrográfica do rio Beberibe In Listo, F. de L. R.; Mützenberg, D. da S.; Tavares, B. de A. C. (orgs.) E-book do I Workshop de Geomorfologia e Geoarqueologia do Nordeste. Volume I. Recife: GEQUA, pp. 79-88.

Silva, A. S. da., 2011. Solos Urbanos in. Guerra, A. J. T. (org.). Geomorfologia Urbana – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Silva, R. L. da., 2010. Recife dos morros e córregos: a fragorosa derrota do exterminador de mucambos e sua liga social em Casa Amarela - 1937/1952. X Encontro Nacional de História Oral - Testemunhos: História e Política. UFPE.

Tricart, J., 1977. Ecodinâmica, Rio de Janeiro, IBGE-SUPREN, 91p.

Vitte, A. C. e Mello, J. P. de., 2007. Considerações sobre a erodibilidade dos solos e a erosividade das chuvas e suas consequências na morfogênese das vertentes: um balanço bibliográfico. Climatologia e Estudos da Paisagem Rio Claro - Vol.2 - n.2 - julho/dezembro/ pp. 107-133.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.5.p1709-1720

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License