Análise de tendência das componentes do saldo de radiação e número de horas de frio em Cruz Alta - RS

Rodrigo Lins da Rocha Júnior, Fabrício Daniel dos Santos Silva, Rafaela Lisboa Costa, Heliofábio Barros Gomes, William Max de Oliveira Romão

Resumo


Esta pesquisa avaliou as tendências balanço de ondas curtas (BOC) e balanço de ondas longas (BOL) e do saldo de radiação (SR), para relacionar com a tendência observada do número de horas de frio (NHF) para a cidade de Cruz Alta-RS, a partir de dados horários da estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia. O período analisado foi de 2010 a 2018. As análises foram relativas aos períodos das estações do ano, e para obtenção das tendências foi utilizado o teste não paramétrico de Mann-Kendall. O BOC e o BOL apresentaram tendências positivas no inverno e primavera, e negativas no verão e outono. O SR apresentou tendências negativas no outono, inverno e primavera, e positiva no verão. Não foram observada horas de frio no verão. No outono houve a tendência de aumento estatisticamente significante do NHF, enquanto no inverno e primavera as tendências foram de redução do NHF, com significância estatística no inverno. A tendência de redução de -1,4 horas de frio no inverno é preocupante, pois esta é a estação do ano para o acúmulo natural de NHF para diversas culturas, e anos com NHF reduzido estão associados aos piores índices de produtividade destas culturas.

 

Trend analysis of the radiation balance components and number of cold hours in Cruz Alta-RS

 

A B S T R A C T

This research evaluated the shortwave balance (BOC), longwave balance (BOL) and net radiation (SR) trends to correlate with the observed trend of chill hours (NHF) for the city of Cruz Alta-RS. Hourly data from the INMET automatic weather station were used from 2010 to 2018. The analyzes were relative to the seasons, and to obtain the trends, the nonparametric Mann-Kendall test was used. BOC and BOL showed positive trends in winter and negative trends in summer and fall. SR showed negative trends in fall, spring and summer, and positive trends in winter. No cold hours were observed in summer. In the fall there was a trend of statistically significant increase in NHF, while in winter and spring the trends were in NHF reduction, with statistical significance in winter. The tendency to reduce -1.39 chill hours in winter and -0.11 chill hours in spring may be associated with a significant reduction in cold front passage and cold air masses in southern Brazil in the last years of analysis. These results need attention, as it is mainly in winter that natural accumulation of NHF should occur for several crops. In general, years with reduced NHF are associated with worse crop yields that need to accumulate chili hours.

Keywords: radiation, temperature, agriculture.


Palavras-chave


radiação, temperatura, agricultura

Texto completo:

PDF

Referências


Angelini, L. P., Silva, P. C. B. S., Fausto, M. A., Machado, N. G., Biudes, M. S., 2017. Balanço de Energia nas Condições de Mudanças de Uso do Solo na Região Sul do Estado de Mato Grosso. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 32, n. 3, p. 353-363.

Bianchi, V. J., Arruda, J. J. P., Casagrande, J. G., Herter, F. G., 2000. Estudo da para dormência em pereira por meio do método biológico. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v. 22, n. 2, p.294-296.

Biudes, M. S., Vourlitis, G. L., Machado, N. G., Arruda, P. H. Z., Neves, G. A. R., Lobo, F. A., Neale, C. M. U., Nogueira, J. S., 2015. Patterns of energy Exchange for tropical ecosystems across a climate gradiente in Mato Grosso, Brazil. Agricultural and Forest Meteorology, v.202, p.112-124.

Blad, B.L., Baker, D.G., 1972. Reflected radiation from a soybean crop. Agronomy Journal, Madison, v.64, p.277-280.

Botelho, R.V., Ayub, R. A., Muller, M. M. L., 2006. Somatória de horas de frio e de unidades de frio em diferentes regiões do Estado do Paraná. Scientia Agraria v.7, n.1-2, p.89-96.

Citadin, I., Raseira, M. C. B., Herter, F. G., Silveira, C. A. P., 2002. Avaliação da necessidade de frio em pessegueiro. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 3, p. 703-706.

Cunha, J. E. B. L., Rufino, L. A. A., Bernado, B. S., Chaves, L. B., 2012. Dinâmica da cobertura vegetal para a Bacia de São João do Rio do Peixe, PB, utilizando-se sensoriamento remoto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 16, n. 5, p. 539-548.

Fausto, M. A., Machado, N. G., Nogueira, J. S., Biudes, M. S., 2014 Net radiation estimated by remote sensing in Cerrado areas in the Upper Paraguay River Basin. Journal of Applied Remote Sensing, v.8, p.083541.

Fontana, D. C., Oliveira, D., 1996. Relação entre radiação solar global e insolação no Estado do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agrometeorologia, v. 4, n.1, p. 87-91.

Hauage, R., Cummins, J.N., 2000. Pome fruit genetic pool for production in warm climates. In: Temperate fruit crops in warm climates. Boston: Kluwer Academic Publishers. Boston, Cap. 10, p. 267 – 303.

Leite, G. B., Bonhomme, M., Rageau, R., Lacointe, A., Sakr, S., Guilliot, A., Maurel, K., Petel, G., Rodrigues, A. C., 2004. Influence of lack of chilling on bud-break patterns and evolution of sugar contents in buds and stem tissues along the one-year-old shoot of the peach trees. Acta Horticulturae, The Hague, v. 662, p. 61-71.

Machiwal, D., Jha, M. K., 2008. Comparative Evaluation of Statistical Tests for Time Series Analysis: Application to Hydrological Time Series. Hydrological Sciences Journal, v.7, n.53, p. 353-366.

Matins, A. L., Cunha, C. R., Pereira, V. M. R., Danelichen, V. H. M., Machado, N. G., 2015. Mudanças em índices biofísicos devido à alteração da cobertura do solo em área nativa de Cerrado em Mato Grosso. Ciência e Natura, v. 37, n. 4, p. 152-159.

Modarres, R., Silva, V. P. R., 2007. Rainfall trends in arid and semi-arid regions of Iran. Journal of Arid Environments, v.70, n.1, p.344-355.

Nachtigall, G. R. (Ed.)., 2004. Maçã: produção. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho; Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 171 p.

Nienow, A. A., Floss, L.G., 2002. Florescimento de pessegueiros e nectarineiras no planalto médio do Rio Grande do Sul, influenciada pelas condições meteorológicas. Ciência Rural, v.32, n.6, p.931-936.

Onoz, B., Bayazit, M., 2003. The Power of Statistical Tests for Trend Detection. Turkish Journal of Engineering and Environmental Sciences, v. 27, p. 247-251.

Pedro Júnior, M. J., Ortolani, A. A., Rigitano, O., Alfonsi, R. R., Pinto, H. S., Brunini, O., 1979. Estimativa de horas de frio abaixo de 7 e de 13°c para regionalização da fruticultura de clima temperado no Estado de São Paulo. Bragantia, v. 38, n. 13, p. 123-130.

Pedro Júnior, M. J., Barbosa, W., Rolim, G. S., Castro, J. L., 2007. Época de florescimento e horas de frio para pessegueiros e nectaríferas. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 29, n. 3, p. 425-430.

Richard, O. G., 1987. Statistical methods for environmental pollution monitoring. John Wiley & Sons.

Salmi, T., Määttä, A., Anttila, P., Ruoho-Airola, T., Amnell, T., 2002. Detecting trends of annual values of atmospheric pollutants by the Mann-Kendall test and Sen’s slope estimates – the Excel template application MAKESENS. Helsink. Publications on Air Quality No. 31, Report code FMI-AQ-31.

Santos, A. P. P., Aragão, M. R. S., Correia, M. F., Santos, S. R. Q., Silva, F. D. S., Araújo, H. A., 2016. Precipitação na Cidade de Salvador: Variabilidade Temporal e Classificação em Quantis. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 31, p. 454-467.

Sen, P. K., 1968. Estimates of the regression coefficient based on Kendall’s tau. Journal of the American Statistical Association, v. 63, p. 1379-1389.

SOME’e, B. S., Ezani, A., Tabari, H., 2013. Spatiotemporal trends of aridity index in arid and semi-arid regions of Iran. Theoretical Applied of Climatology, v. 111, p. 149-160.

Wilks, D. S., 2011. Statistical methods in the atmospheric sciences. Academic Press, 676p.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.1.p256-270

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License