Avaliação da aplicação de modelos de desprendimento em bacia experimental do semiárido brasileiro

Paulo Roberto de Souza Silveira, George Leite Mamede

Resumo


Granulometria é um dos principais fatores que afetam a dinâmica de sedimentos em bacias hidrográficas, desde seu desprendimento do solo matriz até o transporte ou deposição pela rede e reservatório. Objetivou-se com esse trabalho analisar o comportamento granulométrico dos sedimentos em uma bacia do semiárido brasileiro, no bioma Caatinga e analisar a eficiência da aplicação de modelos de estimativa do padrão granulométrico do sedimentos desprendido das encostas. O estudo foi realizado na bacia hidrográfica do Pentecoste, situada no semiárido do Ceará. A parte experimental da pesquisa foi realizada na Bacia Experimental do Vale do Curú (BEVC) com coleta de dados pluviométricos e hidrossedimentológicos, amostras de solo da bacia de captação, precipitação diária e de escoamentos superficiais, durante a quadra chuvosa entre os anos de 2015 e 2017. Modelos de desprendimento de sedimentos divulgados na literatura foram testados e aplicados para a área de estudo. Os resultados mostraram que o modelo de desprendimento de sedimento da encosta proposto por Foster et al. (1981) apresentou os melhores resultados quando comparado aos demais, com coeficiente de Nash e Sutcliff (NS) de 0,99, em ambiente de cobertura vegetal mista.

Palavras-chave


Granulometria, Modelo de Foster, Bacia Experimental do Vale do Curú, Bioma Caatinga



DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.6.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License