OS EFEITOS DA PANDEMIA DO COVID-19 NA GEOPOLÍTICA DO PETRÓLEO E NO BRASIL

Thais Virga, André dos Santos Alonso Pereira, Henrique de Freitas Chimenes Gil

Resumo


A expansão da crise epidemiológica do Covid-19 no mundo impacta e complexifica o cenário do petróleo, no presente e prospectivamente. A partir deste contexto o artigo busca analisar os efeitos da pandemia na geopolítica do petróleo, particularmente no Brasil. Com base no princípio de que a pandemia catalisa um processo, já em andamento, do petróleo tornar-se um recurso abundante, e não mais escasso como historicamente se previa. Destacam-se, então, os conflitos entre países produtores no que abrange questões como o controle da produção, estocagem e, principalmente, sobre as recentes quedas do preço do petróleo, inter-relacionando aos impactos nas economias nacionais e nos respectivos planejamentos energético. Por fim, quanto ao Brasil, discute-se sobre como esse cenário o afeta, particularmente, em sua principal empresa e representante em assuntos energéticos – a Petrobras - considerando da maior inserção do país no mercado de petróleo, graças ao Pré-Sal, às reverberações da pandemia na produção, demanda, âmbito fiscal e ameaças à indústria petrolífera nacional e à própria economia do país.


Palavras-chave


Geopolítica; Petróleo; Covid-19; Petrobras; Brasil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Thais Virga, André dos Santos Alonso Pereira, Henrique de Freitas Chimenes Gil

 

 

 

 

Indexadores e Bases bibliográficas:

                    

      

 

 

 

Programa de Pós Graduação em História - PGH UFRPE

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manuel de Medeiros, s/nº

Dois Irmão, Recife, PE, CEP: 52171-010

Prédio Professor Ariano Suassuna (1º Andar) 

ISSN: 2525-6092

 

 

 

Licença Creative Commons

A Revista Rural & Urbano está licenciado com uma Licença Creative Commons