A representação na obra ficcional de Frei Betto

André Jorge Catalan Casagrande

Resumo


O presente artigo analisa a representação na obra ficcional de Frei Betto. Além de constatar os tipos de personagens e grupos presentes nos romances bettianos, investigará como o externo, isto é, o aspecto social, cultural, histórico, psicológico etc., é utilizado como matéria-prima pelo autor para construção tanto de suas personagens quanto dos grupos sociais representados em seus romances. O intuito é perceber como Betto transpõe a realidade para a ficção ou o modo pelo qual ele constrói os sujeitos por ele representados. Tal análise será feita a partir das mais recentes teorias da representação literária.


Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Marcelo. Polícia e tortura no Brasil: conhecendo a caixa de maçãs podres. Curitiba: Editora Appris, 2015.

BETTO, Frei. O dia de Ângelo. 3. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

BETTO, Frei. Hotel Brasil, o mistério das cabeças degoladas. Rio de Janeiro: Rocco, 2010.

BETTO, Frei. Aldeia do silêncio. Rio de Janeiro: Rocco, 2013.

DALCASTAGNÈ, Regina. Sobre guerras, ruídos e esquecimento. In. Literatura e Direitos Humanos. DALCASTAGNÈ, Regina; DUTRA, Paula. Q.; FREDERICO, Graziele. (Orgs.). Porto Alegre: Editora Zouk, 2018, p. 181-188.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 9ª ed. Rio de Janeiro: Graal, 1990.

LIBERATO, Rita de Cássia. Cidade e exclusão: o lugar de moradia dos excluídos: o caso de Belo Horizonte. 2007. Tese (Doutorado em geografia: Tratamento de Informação Espacial) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007. Disponível em: http://www.biblioteca.pucminas.br/teses/TratInfEspacial_LiberatoRC.pdf. Acesso em: 13 mai. 2019.

MATA, Anderson Luís Nunes da. O silêncio das crianças: representações da infância na narrativa brasileira contemporânea. 2006. Dissertação (Mestrado em Literatura) – Universidade de Brasília, Brasília, 2006.

MATA, Anderson Luís Nunes da. Infância na literatura brasileira contemporânea: tema, conceito, poética. Estudos de literatura brasileira contemporânea, número 46, Brasília, jul/dez 2015. ISSN 2316-4018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/2316-4018461. Acesso em: 25 jan. 2019.

MOTTA, Márcia Maria Menendes. A grilagem como legado. Disponível em: http://www.direito.mppr.mp.br/arquivos/File/Politica_Agraria/7MottaAGrilagemcomoLegado.pdf. Acesso em: 23 jan. 2019.

PRENDERGAST, Christopher. The Triangle of Representation. New York: Columbia University Press, 2000.

RORTY, Richard. Contingência, ironia e solidariedade. Martins Fontes: São Paulo, 2007.

RORTY, Richard. Ensaios sobre Heidegger e outros Escritos filosóficos 2. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1999.

SOARES, Anderson da Silva. Discursos e representações do corpo durante a ditadura militar no Brasil (1968-1979). 2016. Dissertação (Mestrado em História e espaços). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22118. Acesso em: 13 mai. 2019.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade na história e na literatura. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.