O eu da poesia inscrito nos cruzamentos do fingimento e do delírio com o real: compreensões do sujeito lírico

Felippe Nildo Oliveira de Lima

Resumo


Este trabalho discute a relação realidade/ficção atuante no sujeito lírico em três momentos da literatura. Primeiramente, abordamos a semelhança do eu da subjetividade romântica ao eu empírico do poeta (GOETHE, 2017; HEGEL, 2004; 2009). Em seguida, analisamos o desvencilhar-se da poesia moderna do ego em dissolução, transmutando-se em criação ficcional e autônoma de linguagem (FRIEDRICH, 1978; HAMBURGUER, 1986). Por fim, trazemos algumas tendências críticas mais recentes (COMBE, 2010; DE MAN, 2012; PUCHEU, 2014; SCARANO, 1997) que ampliam os horizontes críticos com base em um sujeito lírico contemporâneo de estatuto duplo inscrito nas fronteiras indiscerníveis da realidade e da ficção.            

Palavras-chave: Realidade. Ficção. Sujeito lírico. Teorias literárias.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. Notas de literatura I. São Paulo: Duas Cidades; Editora 34, 2003.

ARISTÓTELES. Poética. In: ARISTÓTELES; HORÁCIO; LONGINO. A Poética Clássica. 12. ed. São Paulo: Cultrix, 2005. p. 17-52.

BENJAMIN, Walter. Sobre alguns temas em Baudelaire. In: ______. Charles Baudelaire: um lírico no auge do capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1989. p. 103-147. (Obras escolhidas, v. 3)

COMBE, Dominique. A referência desdobrada: O sujeito lírico entre a ficção e a autobiografia. Revista USP: vinte anos da queda do muro, Universidade de São Paulo, n. 84, 2010, p. 113-128. Disponível em: . Acesso em: 04 de set. 2019.

DE MAN, Paul. Autobiografia como Des-figuração. Trad. Joca Wolff. In: Sopro , n. 71, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 de set. 2019.

FREITAS, Verlaine. Particular e universal na poesia lírica – um comentário crítico do texto “Sobre Lírica e Sociedade”, de Theodor Adorno. Literatura e Autoritarismo: Dossiê Theodor Adorno e o Estudo da Poesia, Universidade Federal de Santa Maria, n. 12, nov. 2012, p. 4-15. Disponível em: . Acesso em: 28 de ago. 2019.

FRIEDRICH, Hugo. Estrutura da lírica moderna: da metade do século XIX a meados do século XX. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

GOETHE, Johann Wolfgang von. De minha vida: poesia e verdade. São Paulo: Editora UNESP, 2017.

GULLAR, Ferreira. Ferreira Gullar: poesia completa e prosa. Org. e prefácio por Antonio Carlos Secchin. Rio de Janeiro: Lacerda Editores, 2008.

HAMBURGUER, Käte. A lógica da criação literária. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1986.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Cursos de Estética. São Paulo: Editora USP, 2004. (Clássicos, v. IV).

______. Cursos de Estética: O Belo na Arte. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

MACIEL, Emílio Carlos Roscoe. O eu desfigurado (autobiografia e teoria, em e de Paul de Man). Remate de Males , v. 28, n. 2, p. 211-225, 2010. Disponível em: . Acesso em: 30 de ago. 2019.

McLEISH, Kenneth. Aristóteles: a Poética de Aristóteles. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

PLATÃO. A República. 3. ed. São Paulo: Martin Claret, 2000.

PUCHEU, Alberto. Apoesia contemporânea. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 de set. 2019.

RIMBAUD, Arthur. A carta do vidente. Disponível em: . Acesso em: 16 de set. 2019.

SCARANO, Laura. Travesías de la subjetividad: Ficciones del sujeto / Posiciones del sujeto. Celehis: Revista del Centro de Letras Hispanoamericanas, Universidad Nacional de Mar del Plata, n. 9, 1997, p. 13-29. Disponível em: . Acesso em: 16 de set. 2019.

STAIGER, Emil. Conceitos Fundamentais de Poética. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.