Precipitações de granizo e os impactos na Mesorregião Sudoeste Paranaense, Brasil (Hail precipitations and impacts in the Southwest Mesoregion Of Parana State, Brazil)

Nathan Felipe da Silva Caldana, Pablo Ricardo Nitsche, Paulo Henrique Caramori

Resumo


A precipitação de granizo, um evento extremo caracterizado por precipitação de água em estado sólido, tem alta capacidade destrutiva no meio rural e no urbano. Sua dinamicidade pouco compreendida pode comprometer atividades humanas, visto que estes eventos geram transtornos e prejuízos frequentes. A Mesorregião Sudoeste Paranaense (MRSPR) possui grande área de produção agrícola e aproximadamente 500 mil habitantes em situação de grande vulnerabilidade a extremos meteorológicos, o que revela a importância de estudos que auxiliem o planejamento e tomada de decisão na região. Este trabalho teve como objetivo identificar a frequência, ocorrência e impactos de precipitações de granizo na MRSPR através de três fontes distintas de dados: estações agrometeorológicas, jornais e relatórios da Defesa Civil. Foram identificados 244 episódios de granizo na região pelas estações do IAPAR - uma média de 7 eventos por ano - além de 59 decretos de situação de emergência, demonstrando a vulnerabilidade da região a eventos extremos. As mais afetadas por este fenômeno são as pequenas cidades com dificuldade de prestar auxílio para a população.

 

 

 

A B S T R A C T

Hail precipitation, an extreme event characterized by solid state water precipitation, has a high destructive capacity in both rural and urban environments. It’s little understood dynamism can compromise human activities, since it causes frequent disturbances and damages. The Southwest Meso-region of Paraná (MRSPR) has a large area of agricultural production with approximately 500 thousand inhabitants in situation of vulnerability to extreme weather, and therefore, studies are required to assist in planning and decision-making in the region. The objective of this study was to identify the frequency, occurrence, and impacts of hail precipitation in the MRSPR. Three different sources of data were used: agrometeorological stations, newspapers, and Civil Defense reports. 244 episodes of hail in the region were identified by IAPAR stations - an average of 7 events per year - in addition to 59 emergency decrees, what demonstrates the vulnerability of the region to extreme events. The population most affected is small towns, which face difficulty to provide assistance to the population in this type of event.

Keywords: vulnerability, climatic risk, extreme events, urban climate.

 


Palavras-chave


vulnerabilidade, risco climático, eventos extremos, clima urbano.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOVINO, M. et al. Agriculture, climate change and sustainability: The case of EU-28. Ecological Indicators, 2018.

ALCANTARA-AYALA, I. Geomorphology, natural hazards, vulnerability and prevention of natural disasters in developing countries. Geomorphology, v. 47, n. 2-4, p. 107-124, 2002.

AMARANTE, C. V. T. et al. Disponibilidade de luz em macieiras "fugi" cobertas com telas antigranizo e seus efeitos sobre a fotossintese, o rendimento e a qualidade dos frutos. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 31, n. 3, p. 664-670, 2009.

BEREZUK, A. G.; SANT’ANNA NETO, J. M. Eventos climáticos extremos no oeste paulista e norte do Paraná, nos anos de 1997, 1998 e 2001. Revista Brasileira de Climatologia, v. 2, p. 9-22, 2006.

BEREZUK, A. G. Eventos Extremos: Estudo da Chuva de Granizo de 21 de Abril de 2008 na Cidade de Maringá-PR. Revista Brasileira de Climatologia, v. 5, p. 153-164, 2017.

BERLATO, M. A.; FONTANA, D. C. El Niño e La Niña: impactos no clima, na vegetação e na agricultura do Rio Grande do Sul; aplicações de previsões climáticas na agricultura. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2003.

BOSCO, L. C. et al. Apple production and quality when cultivated under anti-hail cover in southern Brazil. Internacional Journal of Biometeorology, v. 59, n. 7, p. 773-782, 2015.

CANEVER, A. P.; LAUREANO JUNIOR, R, O. Ajuda humanitária em Santa Catarina: desastres envolvendo granizo. Revista Ordem Pública, v. 9, n. 1, p. 235-246, 2016.

CALDANA, N. F. S. et al. Ocorrência, Frequência E Impactos de Precipitações Granizo na Região Metropolitana De Curitiba. Caminhos de Geografia (UFU. Online), 2018. No Prelo.

CAPOZZI, V. et al. Fuzzy-logic detection and probability of hail exploiting short-range X-band weather radar. Atmospheric Research, v. 201, p. 17-33, 2018.

CASTRO, A. L. C. de. Manual de desastres: Desastres naturais. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2003.

______. Glossário de Defesa Civil: estudos de riscos e medicina de desastres. Ministério do Planejamento e Orçamento, Secretaria Especial de Políticas Regionais, Departamento de Defesa Civil, 1998.

CIDADE, L. C. F. Urbanização, ambiente, risco e vulnerabilidade: em busca de uma construção interdisciplinar. Cadernos Metrópole, v. 15, n. 29, 2013.

CUNHA, G. R, et al. Granizo e cereais de inverno no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2001.

DAFIS, S. et al. Observational and modeling study of a mesoscale convective system during the HyMeX—SOP1. Atmospheric Research, v. 187, p. 1-15, 2017.

DOLATI, S. H. et al. Hail impact damage behaviors of glass fiber reinforced epoxy filled with nanoclay. Journal of Composite Materials, v. 48, n. 10, p. 1241-1249, 2014.

ELY, D. F. Eventos climáticos e mídia impressa em Londrina (PR): construindo uma abordagem a partir da análise do discurso. 8º Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, 24 a 29 de agosto de 2008, Alto Caparaó/MG. Anais... (Online). Universidade Federal de Uberlândia. 2008.

______; DUBREUIL, V. Análise das Tendências Espaço-Temporais das Precipitações anuais para o Estado do Paraná - Brasil. Revista Brasileira de Climatologia, v. 21, n. 13 p. 553-569, 2017.

IBGE (Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Censo Demográfico: Brasil, 2017. Rio de Janeiro: IBGE, 2018.

KARIMI, V. et al. Vulnerability and adaptation of livestock producers to climate variability and change. Rangeland Ecology & Management, v. 71, n. 2, p. 175-184, 2018.

______. et al. Climate change and agriculture: Impacts and adaptive responses in Iran. Journal of Integrative Agriculture, v. 17, n. 1, p. 1-15, 2018.

KLANOVICZ, J. Chuvas de granizo e desastre nos pomares de maçã catarinenses: produzindo uma agricultura de risco. Esboços-Revista do Programa de Pós-Graduação em História da UFSC, v. 20, n. 30, p. 67-89, 2013.

KUROSAKI, A. B. et al. Análise de viabilidade econômica de sistema convencional e sistema com uso de telado na produção de ameixa (Prunus domestica), em condições de risco de granizo, na região de Botucatu-SP. Científica, v. 35, n. 1, p. 1-9, 2007.

KREUZ, C. L, et al. Viabilidade econômica do uso da tela antigranizo em pomares de pêra japonesa. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 2, p. 416-419, 2002.

LUNGARSKA, A.; CHAKIR, R. Climate induced land use change in France: impacts of agricultural adaptation and climate change mitigation. Ecological Economics, v. 147, p. 134-154, 2018.

LYONS, W. A. The handy weather answer book. Detroit: Visible Ink, p. 397, 1997.

MARCELINO, E. V. et al. Mapeamento de risco de desastres naturais no estado de Santa Catarina. Caminhos de Geografia. v. 7, n. 17, p. 72-84, 2006.

MARTINS, J. A. et al. Climatology of destructive hailstorms in Brazil. Atmospheric Research, v. 184, p. 126-138, 2017.

MENDONÇA, F. A. Riscos, vulnerabilidade e abordagem socioambiental urbana: uma reflexão a partir da RMC e de Curitiba. Desenvolvimento e Meio ambiente (UFPR), v. 10, p. 139-148, 2004.

______. Riscos, vulnerabilidade e abordagem socioambiental urbana: Uma reflexão a partir da RMC e de Curitiba. Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFPR), Curitiba, v. 1, p. 139-148, 2005.

MENDONÇA, F. et al. Resiliência socioambiental-espacial urbana a inundações: possibilidades e limites no bairro Cajuru em Curitiba (PR). Revista da ANPEGE, v. 12, n. 19, p. 279-298, 2016.

METZ, A. J. et al. Estudo de impacto de chuva de granizo sobre coberturas residenciais com telhas de fibrocimento e de materiais reciclados. Seminário de Iniciação Científica, p. 168. 2017

MEZHER, R. N. et al. Climatology of hail in Argentina. Atmospheric research, v. 114, p. 70-82, 2012.

MIDDLETON, S.; MCWATERS, A. Hail netting of apple orchards Australian experience. Compact Fruit Tree, v. 35, n. 2, p. 51-55, 2002.

MOTA, C. S. et al. Comportamento vegetativo e produtivo de videiras "Cabernet Sauvignon" cultivadas sob cobertura plástica. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 30, n. 1, p. 148-153, 2008.

MUELLER, T. G. et al. Map quality for ordinary kriging and inverse distance weighted interpolation. Soil Science Society of America Journal, v. 68, n. 6, p. 2042-2047, 2004.

NESET, T. et al. Evaluation of indicators for agricultural vulnerability to climate change: The case of Swedish agriculture. Ecological Indicators, 2018.

PATHMESWARAN, C. et al. Impact of extreme weather events on coconut productivity in three climatic zones of Sri Lanka. European Journal of Agronomy, v. 96, p. 47-53, 2018.

PUNGE, H. J.; KUNZ, M. Hail observations and hailstorm characteristics in Europe: A review. Atmospheric Research, v. 176, p. 159-184, 2016.

______. et al. Hail frequency estimation across Europe based on a combination of overshooting top detections and the ERA-INTERIM reanalysis. Atmospheric Research, v. 198, p. 34-43, 2017.

SCAGLIONI, T. P.; SARAIVA, J. M. B. Climatologia dos sistemas precipitantes para o período de fevereiro a dezembro de 2003, no Rio Grande do Sul. In: Congresso Brasileiro De Meteorologia. 2004.

SILVA, G. M. F. et al. O Jornal Como Fonte de Informação Sobre Precipitações de Granizo no Estado Do Paraná. Revista GeoNorte, v. 1, p. 1079-1090, 2012

TREFALT, S. et al. A Severe Hail Storm in Complex Topography in Switzerland-Observations and Processes. Atmospheric Research, v. 209, p. 76-94, 2018.

VARELLA, C. A. A.; JUNIOR, D. G. S. Estudo do Interpolador IDW do Arcview para Utilização em Agricultura de Precisão. 2008. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2008.

VIANA, D. R. et al. Avaliação de desastres no Rio Grande do Sul associados a complexos convectivos de mesoescala. Revista Sociedade & Natureza, v. 21, n. 2, p. 91-105, 2009.

WIRÉHN, L. Nordic agriculture under climate change: A systematic review of challenges, opportunities and adaptation strategies for crop production. Land Use Policy, v. 77, p. 63-74, 2018.

WILK, J. et al. The perspectives of the urban poor in climate vulnerability assessments–The case of Kota, India. Urban climate, v. 24, p. 633-642, 2018.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.4.p1327-1339

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License