Sensibilidade ambiental do litoral da Ilha Grande (Angra dos Reis, RJ) a potenciais desastres causados por derramamento de óleo

Érika Cardoso da Silva Baptista, André Luiz Carvalho da Silva, Rodrigo Coutinho Abuchacra, Ana Beatriz Pinheiro

Resumo


O presente estudo objetiva compreender o grau de sensibilidade ambiental do litoral da Ilha Grande a potenciais eventos de derramamento de óleo e as consequências destes para os ecossistemas litorâneos. Foram realizados trabalhos de campo voltados para a caracterização morfológica e sedimentar de diversas praias ao redor da ilha e aplicação do Índice de Sensibilidade Ambiental (ISA) a eventos de derramamento de óleo. Foram encontrados os seguintes índices de sensibilidade ambiental à poluição por óleo: ISA 1, atribuído aos costões rochosos no entorno da Ilha Grande; ISA 3, em praias como Lopes Mendes (P3), Santo Antônio e Dois Rios, no setor Meridional-oriental da ilha; ISA 4, para as praias de Freguesia de Santana, Japariz, Amor, Camiranga, Feiticeira, Preta, Abraão, Júlia, Bica, Guaxuma, Abraãozinho, Mangues e Pouso, no setor Setentrional-oriental, praias de Lopes Mendes (P1 e P2) e Caxadaço, setor Meridional-oriental; praias da Parnaioca, Aventureiro, Meros, Provetá, Vermelha e Grande de Araçatiba, no setor Meridional-ocidental; Lagoa Verde e praia de Araçá, no setor Setentrional-ocidental; ISA 5, no tocante às praias Comprida, Crena no setor Setentrional-oriental e Maguariqueçaba no setor Setentrional-ocidental; ISA 10, correspondente às lagoas do Sul e do Leste. O estudo da sensibilidade ambiental aponta para níveis distintos de vulnerabilidade deste litoral a um eventual desastre dessa natureza. A expansão das atividades associadas à extração petrolífera na Bacia de Santos, bem como o tráfego intenso de embarcações na Baía da Ilha Grande, podem causar sérios danos às atividades pesqueiras e turísticas na região, além de comprometer os diversos ecossistemas costeiros e marinhos.

 

 

Environmental sensibility of the Ilha Grande coast (Angra dos Reis, RJ) to potential oil spill disasters

 

A B S T R A C T

The objective of this study is to understand the risk and environmental sensitivity of the Ilha Grande coast to oil spill events and their consequences for coastal ecosystems areas. The methodology of this study is based on the fieldwork to characterize the morphology and sediments of some beaches; application of the Environmental Sensitivity Index (ESI) to oil spill events on the coast. The beaches analyzed in this study present the following environmental sensitivity indices to pollution caused by oil spill: ISA 1, attributed to the rocky shores around Ilha Grande; ISA 3, in the case of the beaches of Lopes Mendes (P3), Santo Antônio and Dois Rios, all located in the southern-eastern sector of the island; ISA 4, for the beaches of Santana, Japariz, Amor, Camiranga, Feiticeira, Preta, Abraão, Júlia, Bica, Guaxuma, Abraãozinho, Mangues and Pouso (in the eastern sector), beaches of Lopes Mendes (P1 and P2 ) and Caxadaço (Southern-eastern sector), Parnaioca, Aventureiro, Meros, Provetá, Vermelha and Grande de Araçatiba beaches (Southern-western sector), Lagoa Verde and Araçá beach (Northern-Western sector); ISA 5, for the beaches Comprida, Crena (northern-eastern sector) and Maguariqueçaba (northern-western sector); ISA10, corresponding to the lagoons of the South and East. The beaches analyzed in this study have the following environmental sensitivity results to the pollution caused by oil spill: ESI 3, in the case of the beaches of Lopes Mendes, Santo Antônio and Dois Rios, all located in the southern-eastern sector of the island; ESI 4, to the beaches of Freguesia de Santana, Japariz, Preta, Abraão, Júlia, Bica, Crena, Guaxuma, Abraãozinho (in the Eastern-Northern sector), beaches of Mangues and Pouso (sector Southern-eastern), Araçá (northern-western sector); and ESI 5, with regard to Comprida (northern sector). The study of the environmental sensitivity of the Ilha Grande, associated with an oil spill, points to the vulnerability of this coast to an eventual disaster of its nature. The expansion of associative activities with oil extraction in the Santos Basin and the associated risks may cause severe damage to fishing and tourism activities in the region and endanger coastal and marine ecosystems.

Keywords: environmental sensibility; pollution; oil spills; Ilha Grande-RJ.


Palavras-chave


sensibilidade ambiental; poluição; derramamento de óleo; Ilha Grande-RJ

Texto completo:

PDF

Referências


AMADOR, E. S. 1997. Baía de Guanabara e ecossistemas periféricos: Homem e Natureza, 539.

BARROSO, L. V.; ABDO, O. E.; XAVIER-DA-SILVA, J. 2001. Geoprocessamento aplicado aos sistemas lagunares de Niterói, Maricá e Saquarema, Região Costeira Leste-Fluminense (RJ). Anais X Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Foz do Iguaçu, Brasil, 21-26 abril 2001, INPE, 915-919.

BAPTISTA, E. C. S.; SILVA, A. L. C.; SEABRA, V. S.; FERREIRA, J. R. 2015. Análise da Sensibilidade Ambiental a derramamento de óleo no litoral de Maricá no Estado do Rio de Janeiro. XVI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, Piauí, 1589 – 1595.

BAPTISTA, E. C. S. 2017. Sensibilidade ambiental do litoral da Ilha Grande (Angra dos Reis, RJ) a eventos de derramamento de óleo. Dissertação de Mestrado em Geografia - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 112.

BAPTISTA, E. C. S.; GRALATO, J. C. A.; SILVA, A. L. C.; SILVESTRE, C. P.; BATISTA, A. S. 2015. Análise preliminar da Sensibilidade Ambiental a derramamento de óleo em praias na borda oriental da Ilha Grande – RJ. In: 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, Campos do Jordão, SP.

BOULHOSA, M. B. M.; SOUZA FILHO, P. W. M. 2009. Reconhecimento e mapeamento dos ambientes costeiros para geração de mapas de ISA ao derramamento de óleo, Amazônia Oriental. Revista Brasileira de Geofísica 27, 23-37.

BOWMAN, D.; ROSAS, V.; PRANZINI, E. 2014. Pocket beaches of Elba Island (Italy) e Planview geometry, depth of closure and sediment dispersal. Journal Estuarine, Coastal and Shelf Science 138, 37-46.

BRAGA, F. P. S. 2007. Morfologia e sedimentologia da praia de macromaré de Ajuruteua, Pará: um estudo para definição de índices de sensibilidade ambiental ao derramamento de óleo. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-graduação em Geologia e Geoquímica, Universidade Federal do Pará, 118.

BRANDÃO, M. V. L. 2012. Prevenção e combate à poluição do mar por óleo. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós Graduação em Engenharia Oceânica, COPPE, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 107.

BRUM, T. C. F. 2017. Dinâmica sazonal das praias de Provetá e Grande Araçatiba na Ilha Grande, Angra dos Reis (RJ). Monografia apresentada na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Formação de Professores, Departamento de Geografia, 70.

CASTRO, A. F.; SOUTO, M. V. S.; AMARO, V. E.; VITAL, H. 2003. Desenvolvimento e aplicação de um banco de dados geográficos na elaboração de mapas da morfodinâmica costeira e sensibilidade ambiental ao derramamento de óleo em áreas costeiras localizadas no Estado do Rio Grande do Norte. Revista Brasileira de Geociências 33, 53 – 64.

CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Governo do Estado de São Paulo. 2007. Ambientes costeiros contaminados por óleo: Procedimentos de Limpeza - Manual de Orientação. Secretaria de Estado do Meio Ambiente. São Paulo, 119.

CREED, J. C.; PIRES, D. O.; FIGUEIREDO, M. A. O. 2007. Biodiversidade marinha da Baía da Ilha Grande. Biodiversidade 23, Brasília, 416.

CRUZ, C. B. M.; CARVALHO JÚNIOR, W. DE; BARROS, R. S. DE; ARGENTO, M. S. F.; MAYR, L. M. 1996. Impactos ambientais no sistema lagunar de Maricá-Guarapina. Anais VIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Salvador, Brasil, 14-19 abril 1996, INPE, 137-141.

CUNHA, F. P. 2009. Mapeamento de Sensibilidade Ambiental a derramamentos de óleo na região costeira de Bertioga-SP. Dissertação de Mestrado em Geociências e Meio Ambiente - Universidade Estadual Paulista, 98.

DAVIDSON-ARNOTT, R. 2010. Introduction to Coastal Process and Geomorphology. 1. ed. Londres: Cambridge University Press, 442.

DAVIS, Jr. A. R. 1985. Coastal Sedimentary Environments. 3. ed. New York: Springer-Verlag, 716.

DAVIS Jr, R. A.; FITZGERALD, D. M. 2004. Beaches and Coasts.1. ed. Blackwell Publishing, 155 - 166.

DHN, 1980. Folha de Bordo, FB – 1500-001/79. Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil.

DRM, RJ. 1977. Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro. Mapa Geológico do Estado do Rio de Janeiro. Escala 1:400.000.

DUQUE, M. M. S.; GIACOMINI, J.; WASSERMAN, J. C. 2008. Modelagem hidrodinâmica bidimensional da Baía da Ilha Grande e Baía de Sepetiba visando a subsidiar o plano local de desenvolvimento da maricultura.

FARIA, C. P. & BOHRER, C. B. A. 2005. As Unidades de Paisagem da APA Estadual de Maricá/RJ. Anais do XI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, USP, 2.947-2.953.

FARIA 2018. Dinâmica geomorfológica da costa rochosa do Estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Geomorfologia, vol.19, n°1, 189-206.

FERREIRA, J. R. 2014. Avaliação do estágio morfodinâmico das praias de Maricá, RJ. Monografia do curso de graduação em Geografia da UERJ-FFP, 63.

FINGAS, M. 2000. The basics of oil spill cleanup. Ed. Lewis Publishers, Washington D.C., 11-39.

GAMA S.V.G 2009. Ilha Grande. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, pp. 21-64.

GARRISON, T., 2010. Fundamentos de oceanografia. Ed. Cengage Learning Nacional, Brasil, 191-261.

GIL-AGUDELO, D. L.; NIETO-BERNAL, R. A.; IBARRA-MOJICA, D. M.; GUEVARA-VARGAS, A. M.; GUNDLACH, E. 2015. Índices de sensibilidad ambiental ante derrames de hidrocarburos en las áreas marinas y costeras de Colombia. Journal Ciencia, tecnología y futuro, 6, 17-22.

GODOI, V. A., Calado, L., Watanabe, B. W., Yaginuma, L., Pereira, M. B. 2011. Evento extremo de ondas na baía da ilha grande: um estudo de caso. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, 5, 28-44.

GRALATO, J. C. A. 2013. Variabilidade sazonal da praia na APA de Maricá – RJ. Monografia apresentada ao Curso de Licenciatura Plena em Geografia da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 77.

GRALATO, J. C. S. 2016. Dinâmica de praia e vulnerabilidade às ondas de tempestades do litoral oriental da Ilha Grande (Angra dos Reis - RJ). Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Geografiada Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 115.

INEA. 2011. Plano de Manejo do Parque Estadual da Ilha Grande. Instituto Estadual do Ambiente, Rio de Janeiro, 558.

INEA. 2013. Instituto Estadual do Ambiente. Parque Estadual da Ilha Grande: plano de manejo (fase 2) / resumo executivo. Instituto Estadual do Ambiente. Rio de Janeiro, 445.

LAING, A. K. 1998. An Introduction to Ocean Waves. In: World Meteorological Organization. Guide to Wave Analysis and Forecasting. 2. ed. Geneva: Switzerland, 152.

LIMA, M. V.; BRITO, D. D.; MILANELLI, J. C. C. 2008. Mapeamento da Sensibilidade Ambiental a Derrames de Óleo em Ilha Bela, São Paulo. Revista Brasileira de Cartografia, 1, 23-30.

LINS-DE-BARROS, F. M. 2005. Risco, Vulnerabilidade Física à Erosão Costeira e Impactos Sócio-econômicos na Orla Urbanizada do Município de Maricá, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Geomorfologia, 6, 83-90.

LONGARETE, C.; DALINGHAUS, C.; ABREU, J. G. N. 2016. Caracterização morfológica, hidrodinâmica e sedimentar das praias abrigadas Cardoso e Lagoa na Baía de Tijucas, Bombinhas – SC. Revista Brasileira de Geomorfologia, 17, 1-17.

LOUREIRO, D. S., MATIAS, M. L. & FREIRE, D. G. 2010. Avaliação do conflito socioambiental na APA da restinga de Maricá-RJ. XVI Encontro Nacional dos Geógrafos. Porto Alegre, 10.

MACIEL N.C., ARAUJO D.S.D., MAGNANINI A. 1984. Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul (Ilha Grande, Angra dos Reis, RJ): Contribuição para conhecimento da fauna e flora. Bolm. FBCN, 19: 126-148.

MARTINS, P. T. A.; RIEDEL, P. S.; MILANELLI, J. C. C. 2013. Carta de sensibilidade ambiental ao óleo: origem, evolução e tendências. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas – UFSM, 35, 163-175.

MENEGHETTI, G. T.; RIEDEL, P. S.; STURARO, J. R. 2011. Caracterização da sensibilidade ambiental ao óleo - litoral sul paulista com o apoio de técnicas de Geoprocessamento. Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 4979 - 4985.

MESQUITA C.A.B. 2004. RPPN da Mata Atlântica: um olhar sobre as reservas particulares dos Corredores de Biodiversidade Central e da Serra do Mar. Aliança para Conservação da Mata Atlântica. São Paulo.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. 2004. Especificações e normas técnicas para elaboração de cartas de sensibilidade ambiental para derramamentos de óleo, 107.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO. 2011. Diagnóstico Territorial Território Baía da Ilha Grande – Rio de Janeiro. Brasília, 105.

MOHRIAK, W. U. 2003. Bacias Sedimentares da Margem Continental Brasileira. Geologia, Tectônica e Recursos Minerais do Brasil. L. A. Bizzi, C. Schobbenhaus, R. M. Vidotti e J. H. Gonçalves (eds.) CPRM, Brasília, 87-94.

MUEHE, D. C. E. H. 1979. Sedimentology and Topography of a High Energy Coastal Environment between Rio de Janeiro and Cabo Frio – Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, 51 (3), 473-481.

MULER, M.; ROMERO, A.F.; RIEDEL, P.S.; PERINOTTO, R.R.C. 2011. Ações de resposta para emergência em caso de derrames de óleo no mar e proposta de implementação de sistema de informação voltado à sensibilidade ambiental para o litoral sul paulista Brasil. Revista de Gestão Costeira Integrada, 11 (4), 397 - 407.

NOAA, 2007. NOAA CELEBRATES. Environmental Sensitivity Mapping. Disponível em: . Acesso em 12 de maio de 2019.

OLIVEIRA, R. F. 2003. O comportamento evolutivo de uma mancha de óleo na Baia de Ilha Grande, RJ: modelagem, análise numérica e simulações. Tese de Doutorado em Matemática Aplicada - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 95.

OLIVEIRA, R. F.; MEYER, J. F. C. A. 2006. A Elaboração de Cenários de Acidentes com Derrame de Óleo na Região do Terminal de Angra dos Reis, RJ: Modelagem, Análise e Simulação Computacional. The journal TEMA - Trends in Applied and Computational Mathematics, 7, 101-108.

PINCINATO, F. L. 2007. Mapeamento da sensibilidade ambiental a derramamentos de óleo para a região costeira de São Sebastião e Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo (SP), com uso de modelagem em SIG de sistema especialista baseado em conhecimento e árvore de decisão. 2007. 160 f. Dissertação de Mestrado em Geociências e Meio Ambiente - Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 62.

PINHEIRO, A. B. 2018. Geomorfologia de praias e sensibilidade ambiental no litoral de Paraty (RJ) à potenciais eventos de derramamento de óleo. Dissertação de Mestrado em Geografia - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 141.

PRADO, R. M. 2003. Tensão no paraíso: Aspectos da intensificação do turismo na Ilha Grande. Caderno Virtual de Turismo, 3, 1-9.

PRANZINI, E.; ROSAS, V.; JACKSON, N.L.; NORDSTROM, K.F. 2013. Beach changes due to sediment delivered by streams to pocket beaches during a major flood. Geomorphology, 36-47.

ROCHA, T. C. F. 2008. Mapeamento da sensibilidade ambiental do litoral de Ubatuba – SP a vazamentos de petróleo. Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Geociências e Meio Ambiente da Universidade Estadual Paulista, 129.

RODRIGUES, S. W. P.; SOUZA-FILHO, P. W. M. 2012. Mapping of environmental sensitivity index to oil spill from landsat tm images: “a study case on the Amazon Coastal plain”. Revista Brasileira de Geofísica, 30 (4), 533-543.

ROMERO, A. F. 2009. Mapa de vulnerabilidade ambiental ao óleo e cartas SAO. Trecho: Praia Grande – Ilha Comprida, litoral paulista. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Geociências e Meio Ambiente da Universidade Estadual Paulista, 125.

ROSA. L. C. & BORZONE. C. A. 2008. Uma abordagem morfodinâmica na caracterização física das praias estuarinas da Baia de Paranaguá, sul do Brasil. Revista Brasileira de Geociências, 38 (2), 237-245.

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – SEMADS. 2001. Bacias Hidrográficas e Rios Fluminenses Síntese Informativa por Macrorregião Ambiental. Rio de Janeiro: SEMADS 2001, 73.

SILVA, A. L. C. 2006. Comportamento Morfológico e Sedimentológico do Litoral de Itaipuaçú (Maricá) e Piratininga (Niterói), RJ, nas últimas três décadas. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós Graduação em Geologia e Geofísica Marinha da Universidade Federal Fluminense, 153.

SILVA, A. L. C.; SILVA, M. A. M.; SANTOS, C. L. 2008a. Comportamento morfológico e sedimentar da praia de Itaipuaçú (Maricá, RJ) nas últimas três décadas. Revista Brasileira de Geociências, 38 (1), 89-99.

SILVA, A. L. C.; SILVA, M. A. M.; SANTOS, C. L.; RIBEIRO, G. B.; SANTOS, R. A.; VASCONCELOS, S. C. 2008b. Retrogradação da Barreira Arenosa e Formação de Leques de Arrombamento na Praia de Itaipuaçú (Oeste de Maricá, RJ). Revista Brasileira de Geomorfologia, 9 (2), 75-82.

SILVA, A. L. C. 2011. Arquitetura sedimentar e Evolução Geológica da planície costeira central de Maricá (RJ) ao longo do Quaternário. Tese de Doutorado apresentada ao programa de Pós-Graduação em Geologia e Geofísica Marinha da Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, 153.

SILVA, A. L. C., SILVA, M. A. M., SOUZA, R. S., VILELA PINTO, M. L. 2014a. The role of beachrocks on the evolution of the Holocene Barrier System in Rio de Janeiro, Southeasten Brazil. Journal of Coastal Research, Special Issue, 70, 170-175.

SILVA, A. L. C.; SILVA, M. A. M.; GAMBOA, L. A. P. & RODRIGUES, A. R. 2014b. Sedimentary architecture and depositional evolution of the Quaternary coastal plain of Maricá, Rio de Janeiro, Brazil. Brazilian Journal of Geology, 44 (2), 191-206.

SILVA, A. L. C.; SILVA, M. A. M.; GRALATO, J. C. A.; SILVESTRE, C. P. 2014c. Caracterização geomorfológica e sedimentar da planície costeira de Maricá (Rio de Janeiro). Revista Brasileira de Geomorfologia, 15 (2), 231-249.

SILVA, R. C. O.; DIAS, G. T. M. 2017. Evolução da planície costeira das Praias do Sul e do Leste – Ilha Grande/RJ: implicações sobre a presença humana pré-histórica e contribuições para a reconstrução paleoambiental holocênica. Quaternary and Environmental Geosciences, 8 (2), 62 - 74.

SILVA, T. S.; SILVA, A. L. C.; PINTO, V. C. S.; PINHEIRO, A. B. 2015. Morfologia e sedimentologia das praias da Barra de Maricá, Guaratiba, Cordeirinho e Ponta Negra no litoral oriental de Maricá, RJ. XVI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada. Teresina, 1728-1734.

SILVA, M. A. M. et al. 2016. Praias da Baía de Guanabara no estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Geomorfologia, 17 (2), 205-225.

SKINNER, B. J.; TUREKIAN, K. K. 1977. O homem e o oceano. Ed. Universidade de São Paulo, 118 – 136.

SOUZA, R. D. 2007. Contribuição à confecção de mapas de sensibilidade para as praias de Niterói – RJ (Baía de Guanabara). Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 74.

TEIXEIRA, V. B. 2011. Operações de transbordo de petróleo nacional na Baía da Ilha Grande. Dissertação de Mestrado apresentado ao Programa de Pós Graduação em Engenharia Oceânica – Universidade Federal do Rio de Janeiro, 60.

WIECZOREK, A. 2006. Mapeamento de Sensibilidade a Derramamentos de Petróleo do Parque Estadual da Ilha do Cardoso – PEIC e Áreas do entorno. Dissertação de Mestrado em Geociências e Meio Ambiente – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São Paulo, 143.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.7.p2470-2488

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License