Comentários acerca do trabalho feminino e da luta de classes em Parque Industrial de Patrícia Galvão

Sileyr dos Santos Ribeiro

Resumo


Parque Industrial (1994), de Patrícia Galvão, foi publicada em 1933 sob o pseudônimo de Mara Lobo. A obra denuncia o assédio moral e sexual a que as operárias foram submetidas durante o processo de industrialização brasileiro. Dialogando com o conceito de regime estético da arte, de Jacques Rancière (2009), articulamos aos comentários do romance algumas considerações de Auguste Bebel (1910) e de Domenico Losurdo (2015), no que tange, respectivamente, à problemática entorno do trabalho das mulheres durante o início do século passado e à visão da luta de classes feminina associada a um contexto macropolítico de dissimetria social.

Texto completo:

PDF

Referências


BEBEL, August. Woman and Socialism. Socialist literature company: New York, 1910.

BENJAMIN, Walter. “O narrador”. In:__________. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. 7.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. pp. 222-232 (Obras escolhidas; v. 1).

GALVÃO, Patrícia. Parque industrial. São Paulo: Edufscar, 1994.

GRIMM, Jacob e Wilhelm. “Rumpelstiltzchen”. In:__________. Contos maravilhosos infantis domésticos. São Paulo: Cosac Naify, 2012. p.260-261. Tomo I.

LOSURDO, Domenico. A luta de classes: uma história política e filosófica. Trad. Silvia de Bernardinis. Boitempo: Rio de Janeiro, 2015.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível. Trad. Mônica Costa Netto. 2.ed. São Paulo: Ed 34, 2009.

__________________. “Literatura impensável”. In:____________. Políticas da escrita. Trad. Mônica Costa Netto. São Paulo: Editora 34, 1995. p. 25-45.

SOARES, Luís Eustáquio. “Literatura, imperialismo mundial integrado e biopolítica: Parque Industrial, Marco Zero e PanAmérica”. Estudos de literatura brasileira contemporânea, n. 52, p. 122-147, set./dez. 2017.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.