Aspectos (não)contribuintes do Pibid para a formação docente de graduandos em Letras Inglês: um estudo de caso

Joel Victor Reis Lisboa

Resumo


Este artigo investiga, mediante a análise qualitativa de questionários e relatos de experiência, de que maneira a atuação no Pibid modificou a formação docente de graduandos em Letras Inglês da UFG-REJ, analisar se os objetivos do subprojeto foram alcançados e refletir sobre as impressões dos bolsistas acerca de suas experiências. Os dados obtidos evidenciaram contribuições consideráveis para a prática docente, como o fomento da articulação teoria/prática e oportunidade de vivência e reflexão no contexto educacional público. Todavia, identificou-se certa carência de orientações didático-pedagógicas anterior ao adentramento em sala de aula como um aspecto não-contribuinte, ocasionando sentimentos desmotivadores nos bolsistas.


Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS-PETERSON, A. A.; COX, M. I. P. Inglês em tempos de globalização: para além de bem e mal. Calidoscópio, São Leopoldo, v. 5, n. 1, p. 5-14. 2007. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/5616. Acesso em: 28 mar. 2017.

AUDI, L. C. C. et al. Pibid de língua inglesa na UNEB campus X: algumas contribuições na formação docente. In: MATEUS, E; EL KADRI, M. S.; SILVA, K. A. (org.). Experiências de formação de professores de línguas e o Pibid: contornos, cores e matizes. Campinas: Pontes, 2013. p. 79-104.

BARCELOS, A. M. F. Metodologia de Pesquisa das Crenças sobre Aprendizagem de Línguas: estado da arte. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 71-92. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbla/v1n1/05.pdf. Acesso em: 28 fev. 2017.

BARCELOS, A. M. F. Reflexões acerca da mudança de crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 7, n. 2, p. 109-138. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbla/v7n2/06.pdf. Acesso em: 2 mar. 2017.

COELHO, H. S. H. “É possível aprender inglês na escola?” Crenças de professores e alunos sobre o ensino de inglês em escolas públicas. 2005. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2005. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/ALDR-6ACG69. Acesso em: 19 jan. 2017.

DAWKINS, S.; RITZ, M. E.; LOUDEN, W. Learning by doing: preservice teachers as reading tutors. Australian Journal of Teacher Education, Perth, v. 34, n. 2, p. 40-49. 2009. Disponível em: http://ro.ecu.edu.au/ajte/vol34/iss2/4. Acesso em: 26 fev. 2017.

DÖRNYEI, Z. Research Methods in Applied Linguistics - Quantitative, Qualitative, and Mixed Methodologies. Oxford: Oxford University Press, 2007.

FADANELLI, S. B.; MONZÓN, A. J. Gêneros textuais datasheet e artigos científico em aulas de ESP: levantamentos léxico-estatísticos para fins educacionais. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 11, n. 2, p. 351-378. 2017. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/36865/20121. Acesso em: 7 ago. 2017.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTI, B. A. Os professores e suas identidades: o desvelamento da heterogeneidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 98, p. 85-90. 1996. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/798/809. Acesso em: 25 mar. 2017.

JENKINS, J. English as a lingua franca: from the classroom to the classroom. ELT Journal, Oxford, v. 66, n. 4, p. 486-494. 2012. Disponível em: https://academic.oup.com/eltj/article/66/4/486/385078. Acesso em: 31 mar. 2017.

JORDÃO, C. M. Letramento crítico, inglês como língua internacional e ensino: as marés do Pibid-Inglês da UFPR. In: MATEUS, E; EL KADRI, M. S.; SILVA, K. A. (org.). Experiências de formação de professores de línguas e o Pibid: contornos, cores e matizes. Campinas: Pontes, 2013. p. 21-47.

LEFFA, V. J. Criação de bodes, carnavalização e cumplicidade. Considerações sobre o fracasso da LE na escola pública. In: LIMA, D. C. (org.). Inglês em escolas públicas não funciona? Uma questão, múltiplos olhares. São Paulo: Parábola, 2011.

LEFFA, V. J. O ensino do inglês no futuro: da dicotomia para a convergência. In: STEVENS, C. M. T.; CUNHA, M. J. C. (org.). Caminhos e colheita: ensino e pesquisa na área de inglês no Brasil. Brasília: UnB, 2003. p. 225-250.

LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. B. A educação escolar no contexto das transformações da sociedade contemporânea. In: LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. B. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003. p. 66-106.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MATEUS, E. F.; EL KADRI, M. S.; GAFFURI, P. O que se pode ver da janela: uma análise do subprojeto de Letras-Inglês do Programa PIBID. Signum: Estudos da Linguagem, Londrina, v. 14, n. 1, p. 363-386. 2011. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/signum/article/view/8488/9228. Acesso em: 8 nov. 2016.

MELLO, G. N. Formação inicial de professores para a educação básica: uma (re)visão radical. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 98-110. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/spp/v14n1/9807.pdf. Acesso em: 27 out. 2019.

MOITA LOPES, L. P. Inglês no mundo contemporâneo: ampliando oportunidades sociais por meio da educação. In: SIMPÓSIO DA TIRF (TESOL INTERNATIONAL RESEARCH FOUNDATION). São Paulo: mimeo, 2005.

MOITA, F. M. G. S. C.; ANDRADE, F. C. B. Ensino-pesquisa-extensão: um exercício de indissociabilidade na pós-graduação. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 41, p. 269-280. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n41/v14n41a06.pdf. Acesso em: 16 jan. 2017.

PADULA, B. C. Emoções de uma professora de Inglês de escola regular: o papel do coaching. 2016. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2016. Disponível em: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8208. Acesso em: 3 jul. 2017.

SUGIMOTO, L. O tripé e o papel da universidade pública. Jornal da Unicamp, Campinas, 3-9 dez. 2007, p. 9. Disponível em: http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/jornalPDF/ju382pag09.pdf. Acesso em: 12 jan. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS. Anexo II. Edital nº 80/2013/PIBID/UFG. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Subprojeto Letras Inglês: Language and Literature. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2013. Disponível em: https://pibid.prograd.ufg.br/up/296/o/Subprojeto_Letras_Ingl%C3%AAs_PIBID-CAJ_2013.pdf. Acesso em: 4 nov. 2016.

VOLKMAN, E.; MENDES, T. C.; BACCON, A. L. P. Preparação para a docência: um estudo com alunos concluintes de um curso de licenciatura em matemática. In: REUNIÃO CIENTÍFICA REGIONAL DA ANPED – SUL, 11., 2016, Curitiba. Anais […]. Curitiba: Setor de Educação da UFPR, 2016. Disponível em: http://www.anpedsul2016.ufpr.br/portal/wp-content/uploads/2015/11/EIXO6_ELIZABETE-VOLKMAN-THAMIRIS-CHRISTINE-MENDES-ANA-LÚCIA-PEREIRA-BACCON.pdf. Acesso em: 27 out. 2019.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.