“Criando um problema”: a escrita da seção de identificação/caracterização do problema nas áreas de Linguística e Química

Camila Rayssa Barbosa da Silva, Francisco Alves Filho, Viviane Garcêz de Oliveira

Resumo


Essa pesquisa objetivou analisar como a seção de caracterização/identificação do problema de projetos de pesquisa é organizada retoricamente nas áreas de Linguística e de Química. Com base em Swales (1990), Silva (2015) e Alves Filho (2018), foram analisados 9 projetos de pesquisa da área de Linguística e 9 da área de Química, produzidos para fins de pesquisa durante o curso de mestrado. Os resultados revelaram que, na seção em análise, a área de Química tende a apontar lacunas, enquanto a área de Linguística tende a levantar questionamentos sobre o tema.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES FILHO, Francisco. Como mestrandos agem retoricamente quando precisam justificar suas pesquisas. RBLA, Belo Horizonte, v. 18, n. 1, p. 131-158, 2018.

_____, Francisco; OLIVEIRA, Meryane Sousa. A organização retórica das

seções de justificativa de pré-projetos de pesquisa. Revista do Gel, v. 14, n. 1, p.

-58, 2017.

ASKHAVE, Inger; SWALES, John M. Identificação de gênero e propósito

comunicativo: um problema e uma possível solução. In: BEZERRA, Benedito

Gomes; BIASI-RODRIGUES, Bernardete; CAVALCANTE, Mônica Magalhães (orgs).

Gêneros e sequências textuais. Recife: Edupe, 2009. p.221-243.

BARROS, José D'assunção. O Projeto de Pesquisa em História: da escolha do

tema ao quadro teórico. 2. ed. Petrópolis -RJ: Vozes, 2005. 238 p.

BAWARSHI, A; REIFF, M. Gênero: história, teoria, pesquisa, ensino. São Paulo: Parábola, 2013.

BERNARDINO, C. G. Depoimentos dos alcóolicos anônimos: um estudo do gênero textual. 2000. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2000.

BEZERRA, B. G. A distribuição das informações em resenhas acadêmicas. 2001. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2001.

COSTA, Raquel Leite Saboia da. Culturas disciplinares e artigos acadêmicos experimentais: um estudo comparativo da descrição sociorretórica. 2015. 243 pag. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2015.

GIL, Antônio Carlos. Como redigir o projeto de pesquisa, In:______ Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HEERDT, Mauri Luiz; LEONEL, Vilson. Projeto de pesquisa, In:______Metodologia

Científica e da pesquisa: livro didático. 2. ed. Palhoça: UnisulVirtual, 2007.

KOERNER, E. F. K. Quatro décadas de Historiografia Linguística: estudos selecionados. Centro de Estudos em Letras: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, 2014.

MONTEIRO, B. N. Organização retórica e estruturação sequencial da seção de

metodologia do gênero projeto de pesquisa. 2016. 162 f. Dissertação (Mestrado

em Letras) – Centro de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Piauí,

Teresina. 2016.

MOTTA-ROTH, Désirée; HENDGES, Graciela R. Produção textual na universidade.

São Paulo: Parábola Editorial, 2010. p.51-63.

OLIVEIRA, R. F. Gênero artigo acadêmico experimental: um estudo comparativo da organização retórica em diferentes culturas disciplinares. 2016. 203 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Centro de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Piauí, Teresina. 2016.

RIO LIMA, C. A. Movimentos retóricos na seção de fundamentação teórica de

projetos de pesquisa na subárea de Linguística. 35.p, ago de 2015. {não publicado}

SILVA, C. R. B. Movimentos retóricos da seção de justificativa de projetos de

pesquisa da área de história. Revista Ininga, v. 2, p. 33, 2015.

SWALES, J. Genre Analysis: English in academic and research settings.

Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

SWALES, J. M. Research genres: explorations and applications. Cambridge: Cambridge

University Press, 2004. DOI: https://doi.org/10.1017/CBO9781139524827

TRAJANO, Juliana Sousa. O excêntrico, o primeiro, o inesperado, o adverso: uma análise retórico-discursiva dos relatos de caso na literatura médica. 2012. 199 f. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Letras, 2012.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.