A paisagem sonora em O Pêndulo do Relógio, de Charles Kiefer.

Viviane Aparecida Pandolfo Debortolli, Gérson Luís Werlang

Resumo


Este artigo objetiva analisar a paisagem sonora na novela O Pêndulo do Relógio, de Charles Kiefer, e evidenciar por meio de fragmentos do texto de que maneira ela interfere no desenvolvimento do enredo e nas ações dos personagens. A principal base teórica vem de Murray Schafer (2001), através dos pressupostos teóricos constantes em A Afinação do Mundo, estudo que contém o conceito de paisagem sonora, o qual provém da acústica e aqui é aplicado à análise de texto literário ficcional, recurso utilizado por Werlang (2011) quando estudou a obra de Erico Verissimo.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e simulações. Editora Galilée, 1981.

DEBORTOLLI, Viviane Aparecida Pandolfo; WERLANG, Gérson Luís. A paisagem sonora como elemento constitutivo do conto “O Poncho”, de Charles Kiefer. In: Eixo Roda, Belo Horizonte, v. 29, n. 1, p. 255-274, 2020

FERRARETTO, Luiz Artur. Rádio: o veículo, a história e a técnica. Porto Alegre: Sagra Luzzato, 2001.

HOHLFELDT, Antônio. Trilogia da campanha: Ivan Pedro de Martins e o Rio Grande do Sul invisível / Antônio Hohlfeldt, Porto Alegre: IEL: EDIPUCRS, 1998.

KIEFER, Charles. O pêndulo do relógio. 6. ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1994.

______Charles Kiefer discute sua obra e fala sobre o porquê de ter assumido a função de retratar o minifúndio alemão no RS. [Entrevista disponibilizada em 24/04/2013]. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e-lazer/noticia/2013/05/charles-kiefer-discute-sua-obra-e-fala-sobre-o-porque-de-ter-assumido-a-funcao-de-retratar-o-minifundio-alemao-no-rs-4148409.html. Entrevista concedida a Fernando Gomes. Acesso em: 4 jul. 2018

SCHAFER, R. Murray. A afinação do mundo. 2. ed. São Paulo: UNESP, 2011.

STEVENSON, Robert Louis. Markheim. Tradução de Araújo Nabuco. In: Maravilhas do conto inglês. São Paulo: Cultrix, 1959.

TAVARES, Enéias Farias. A Crise Econômica de 30 no Brasil e nos EUA: Homens como Ratos na Prosa de Dyonélio Machado e John Steinbeck. Expressão – Revista do Centro de Artes e Letras. Santa Maria: UFSM (2), jul/dez, 2007.

VERISSIMO, Erico. O continente I. 31. ed. São Paulo: Globo, 1995.

WERLANG, Gérson Luís. A música na obra de Erico Verissimo: Polifonia, Humanismo e Crítica Social. Passo Fundo: Méritos, 2011.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.