A ética e a estética na salvação em O sol se põe em São Paulo, de Bernardo Carvalho

Antônio Batalha

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de evidenciar a relação entre a salvação, a ética e a estética em O sol se põe em São Paulo (2007), romance de Bernardo Carvalho. Michiyo, o narrador-personagem e o pai de Setsuko buscam a salvação através de elementos estéticos. A literatura, a escrita, os ritos tradicionais japoneses, permitem-lhes uma sensibilização frente à realidade, buscando alterá-la. Conceituamos a salvação a partir de seu horizonte de significações próximas, ou seja, fuga, refugiar-se do mal, redenção, livramento, escapar. Definimos a ética a partir dos conceitos de Hermann (2005), como a preocupação com a esfera do bem-agir, dos costumes e da moral. Utilizamos o conceito de estética estabelecido por Pareyson (1997) como toda teoria preocupada com a sensibilidade em que haja uma reflexão sobre a beleza e seu estatuto. Não há julgamento moral sem valor estético. Partimos de Murcho (2015) para mostrar a relação intrínseca entre a ética e a estética, campos supostamente diferentes, que se encontram juntos ao longo da história.

Palavras-chave: Salvação; ética; estética, Bernardo Carvalho; O sol se põe em São Paulo.


Palavras-chave


Literatura; Estética; Texto

Referências


A BELEZA que salva o mundo: A experiência religiosa do belo. Disponível em: http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/teologia/a-beleza-que-salva-o-mundo.html. Acesso em: 16 set. 2018.

BLANCHOT, Maurice. L’espace littéraire. Paris: Gallimard, 1955.

CANDIDO, Antonio. Direito à literatura. In: Vários escritos. 3 ed. São Paulo: Ouro sobre azul, 1988.

CARVALHO, Bernardo. O sol se põe em São Paulo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

DICIONÁRIO ELETRÔNICO HOUAISS DA LÍNGUA PORTUGUESA. São Paulo: Objetiva, 2009.

HERMANN, Nadja. Ética e estética: a relação quase esquecida. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2005.

JAUSS, Hans Robert. O prazer estético e as experiências fundamentais da poesis, aisthesis e katharsis. In: LIMA, Luiz Costa. A literatura e o leitor: textos de estética da recepção. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

LEMOS, Sandra Maria Fontinha de. Realismo do Romance Contemporâneo de Bernardo Carvalho: uma narrativa labiríntica em abismo. 2014. 97 f. Dissertação [Mestrado em Literatura] - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

MURCHO, Desidério. A moral da história: ética, estética e literatura. In: VIII Seminário de Literaturas de Língua Portuguesa: Portugal e África, 8, 2012, Niterói. Anais VIII Seminário de Literaturas de Língua Portuguesa: Portugal e África. Niterói: UFF; Oficina Raquel, 2015.

OLIVEIRA FILHO, Sérgio Murilo Fontes de. Salvação e mediação em O sol se põe em São Paulo. In: IV Colóquio de Filosofia e Literatura: Poética 4, 2017, São Cristóvão. Anais do IV Colóquio de Filosofia e Literatura: Poética. São Cristóvão: Editora UFS, 2017.

PAREYSON, Luigi. Os problemas da estética. 3 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

RISSARDO, Agnes. Contra o clichê: a prosa itinerante de Bernardo Carvalho e a recepção francesa. In: XIII Congresso internacional da ABRALIC, 13, 2013, Campina Grande. Anais eletrônicos. Disponível em: http://www.abralic.org.br/anais/arquivos/2013_1434327115.pdf. Acesso em: 16 de set. 2018.

TODOROV, Tzvetan. A beleza salvará o mundo: Wilde, Rilke e Tsvetaeva: os aventureiros do absoluto. 2 ed. Rio de Janeiro: DIFEL, 2014.

TOIDA, Helena Hisako. O sol se põe em São Paulo. REU-Revista de Estudos Universitários, Sorocaba, v 33, n 2, pp. 181-183, dez. 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.