Literatura medieval: a ética cavaleiresca em “A Demanda do Santo Graal”

Thiago Loyola Franco

Resumo


A literatura medieval assumiu um papel muito importante na construção da identidade nacional de Portugal, e as novelas de cavalaria se inserem neste contexto. “A Demanda do Santo Graal”, como uma das principais novelas de cavalaria medievais, apresenta de maneira explícita os princípios fundadores da conduta cavaleiresca, que são: o amor cortês, a religiosidade cristã e o ideal de cavalaria. Neste sentido, a partir da percepção dos recursos de linguagem e do retrato da estrutura social medieval, objetiva-se identificar os princípios básicos da ética cavaleiresca no texto, entendendo os pontos chave que guiam a ética cavaleiresca, indicando as possíveis relações dos princípios cavalheirescos com os fenômenos sociais e de linguagem na obra e exemplificando, a partir da narrativa, estes princípios ético-teológicos. Este trabalho ancora-se nos estudos de Cardini (1989), Flori (2006), Huizinga (1921), Le Goff (1994, 2006, 2014), Lins (1970) e Réginier-Bohler (2006) para fundamentar as considerações. A pesquisa em questão é de cunho qualitativo e justifica-se na contribuição aos estudos literários das novelas de cavalaria medievais com reflexões acerca de como a obra se articula frente aos três eixos da cavalaria, com base na estrutura poético-narrativa, no contexto social e nos recursos alegóricos do texto. Em linhas gerais, percebe-se a evidente presença destes princípios na obra, por meio dos recursos literários característicos da narrativa medieval.


Palavras-chave


Narrativa medieval; Amor cortês; Religiosidade cristã; Ideal de cavalaria

Referências


BÍBLIA. Português. Bíblia Sagrada. Tradução Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.

CARDINI, Franco. O guerreiro e o cavaleiro. In: LE GOFF, Jacques. O homem medieval. Lisboa: Presença, 1989. pp. 57-78.

FLORI, Jean. Cavalaria. In: LE GOFF, Jacques; SCHMITT, Jean-Claude (org.). Dicionário temático do ocidente medieval. Bauru: Edusc, 2006. pp. 185-199.

HUIZINGA, Johan. O declínio da Idade Média. 2ª ed. São Paulo: Ulisseia, 1921.

LE GOFF, Jacques. Além. In: LE GOFF, Jacques; SCHMITT, Jean-Claude (org.). Dicionário temático do ocidente medieval. Bauru: Edusc, 2006. pp. 21-34.

_____. O imaginário medieval. 3ª ed. Lisboa: Editorial Estampa, 1994.

_____. O ritual simbólico da vassalagem. In: LE GOFF, Jacques. Para uma outra Idade Média: tempo, trabalho e cultura no Ocidente: 18 ensaios. 3ª ed. Petrópolis: Vozes, 2014. pp. 441-525.

LINS, Ivan. A Idade Média, A Cavalaria e as Cruzadas. 4ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1970.

MEGALE, Heitor. A Demanda do Santo Graal: manuscrito do século XIII. São Paulo: T. A. Queiroz Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

RÉGINIER-BOHLER, Danielle. Amor cortesão. In: LE GOFF, Jacques; SCHMITT, Jean-Claude (org.). Dicionário temático do ocidente medieval. Bauru: Edusc, 2006. pp. 47-55.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.