Elaboração e Aplicação de Índices de Fragmentação e Conectividade da Paisagem para análise de bacias hidrográficas (Development and Application of Landscape Fragmentation and Connectivity Index to Watershed Analysis)

Roberto Fabris Goerl, Cesar Augusto Crovador Siefert, Gilson Bauer Schultz, Camila Strapasson dos Santos, Irani dos Santos

Resumo


A paisagem pode ser considerada uma unidade espacial, cuja heterogeneidade é modificada principalmente pela relação entre sociedade e natureza. A análise da paisagem é fundamental para designar a sua configuração, expressa na estrutura espacial das suas subunidades. Desta forma, torna-se factível a investigação das implicações da configuração espacial da paisagem na dinâmica hidrológica, sobretudo mediante as noções de fragmentação e conectividade. A conectividade estabelece o grau de facilidade que os elementos podem se mover entre as unidades de paisagem. A fragmentação é caracterizada pela ruptura da conectividade. Neste contexto, o presente trabalho teve por objetivo elaborar e aplicar índices para avaliar a fragmentação e conectividade na bacia experimental Santa Alice, SC. As principais análises foram realizadas com base no uso do solo, mapeado através da ortofotocarta (1:10.000) pela qual foram identificados os principais usos do solo: Campos, Estradas, Floresta Nativa, Mata Ciliar, Pinus e Solo Exposto. Os resultados dos índices demonstraram que a bacia é altamente fragmentada (213 fragmentos) devido à prática de reflorestamento. Na bacia, os elementos hidrológicos (drenagem) estão diretamente ligados a Mata Ciliar, demonstrando-se o cumprimento da legislação ambiental. Por outro lado, a interseção da drenagem com as estradas implicou em uma conectividade hidrológica com os demais usos, principalmente pela propagação de fluxo superficial pelas estradas até estas interseções. A aplicação de índices se mostrou uma metodologia efetiva para determinar a conectividade/ fragmentação, além de poder ser aplicada em outras bacias, buscando compreender a dinâmica da paisagem em diferentes escalas. 

Palavras-chave: eco-hidrologia; métricas de paisagem; uso do solo; estradas.  

 

Development and Application of Landscape Fragmentation and Connectivity Index to Watershed Analysis 

 

ABSTRACT 

The landscape can be considered a spatial unit, whose heterogeneity is modified mainly by the relationship between society and nature. The landscape analysis is essential to describe its configuration, expressed in the spatial structure of its subunits. Thus, it becomes feasible to investigate the implications of the landscape spatial configuration in the hydrological dynamics, especially by the notions of fragmentation and connectivity. The connectivity determines how easily the elements can move between landscape units. Fragmentation is characterized by disruption of this connectivity. In this context, the present work aimed to develop and apply index to assess the fragmentation and connectivity in the Santa Alice experimental watershed, SC. The main analysis was performed based on land use, mapped by orthophoto (1:10000) by which were identified  the main land uses: Grassland, Roads, Native Forest, Riparian Forest, Pine and Exposed Soil. The results of the index analysis showed that the watershed is highly fragmented (213 fragments) due to reforestation practices. In the watershed, the hydrological elements (drainage) are directly linked to Riparian Forest, showing environmental policy compliance. On the other hand, the intersection of roads with drainage resulted in a hydrological connectivity with other uses, mainly by the propagation of surface flow along the roads to these intersections. Finally, the use of this index showed to be an effective methodology to determine connectivity/fragmentation, and can be applied in other basins to understand the dynamics of the landscape at different scales. 

Keywords: eco-hydrology; landscape metrics; land use; roads.


Palavras-chave


fragmentação; conectividade; paisagem; uso do solo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v4.5.p1000-1012



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License