Zona Costeira do Estado de Pernambuco: Caracterização Ambiental, Sedimentar, Textural e Composicional da Praia de São José da Coroa Grande, Litoral Sul do Estado (The Coastal Zone of the State of Pernambuco: Environmental, Sedimentary, Textural and...)

Eduardo Paes Barreto, Valdir do Amaral Vaz Manso, Maria das Neves Gregório, Carlos Fabrício Assunção da Silva, Bruno Ferreira, Patrícia Fernanda Passos de Oliveira

Resumo


As zonas costeiras brasileiras têm sido alvo de vários problemas ambientais ao longo das últimas décadas, devido, principalmente, aos efeitos do crescimento demográfico com o aumento da ocupação desordenada. Faz-se necessário então, compreender os impactos dessa pressão demográfica sobre as faixas praiais. Nesse contexto, a avaliação das variações na textura dos sedimentos praiais ao longo da costa e seu padrão de distribuição podem fornecer valiosas informações sobre os principais processos atuantes em praias arenosas. O município de São José da Coroa Grande está localizado no litoral sul de Pernambuco a 123 km do Recife e atualmente apresenta graves problemas de erosão em suas praias, processos esses, associados à ocupação da pós-praia. Este estudo propõe identificar as características ambientais e sedimentológicas das praias de São José da Coroa Grande, avaliando as características granulométricas do estirâncio médio e correlacionando-as com a inclinação da face praial. Para uma melhor análise, a caracterização geoambiental das praias, ajudou a inferir os estágios morfodinâmicos ao longo da praia. Os resultados mostram que na praia em estudo predominam areias quartzosas com classe modal dominante de areia fina. Dominam grãos moderadamente selecionados, com assimetria entre muito negativa a aproximadamente simétrica. Em relação à curtose, para os sedimentos analisados, predominaram percentagens platicúrtica, muito leptocúrtica e mesocúrtica, indicando prováveis ciclos de remoção e deposição.  Quanto a morfodinâmica, as praias foram classificadas como sendo intermediárias na maioria dos pontos analisados. Para a determinação das propriedades morfométricas dos grãos (arredondamento e esfericidade), textura superficial e composição utilizou-se uma lupa binocular sobre a fração entre 1 φ a 2 φ. Posteriormente foi realizada a separação de 100 grãos de cada amostra selecionada para determinação da sua composição. Sendo assim, a caracterização dos sedimentos praiais auxilia em projetos de recuperação de praias sob atuação de processos erosivos. Dessa forma, o presente estudo serve de subsídio para o planejamento ambiental das praias no litoral pernambucano e, em especial, das praias de São José da Coroa Grande.


Palavras-chave


Praia; Morfologia praial; Sedimentologia marinha; Erosão marinha.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v8.5.1303-1320



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License