Análise espacial das chuvas na bacia do rio Taperoá, Região Semiárida da Paraíba (Spatial analysis of rainfall in the Taperoá river basin, semiarid region of Paraíba)

Rafael Albuquerque Xavier, Jadson dos Santos Maciel, Virgínia Mirtes de Alcântara Silva

Resumo


O aspecto mais marcante do clima na Região Semiárida do Brasil é a alta variabilidade espaço-temporal das chuvas. O presente trabalho tem como objetivo fazer uma análise espacial da precipitação pluvial mensal na bacia hidrográfica do rio Taperoá, localizado na região semiárida paraibana.Este tipo de estudo tem a sua importância devido ao fato da precipitação pluvial ser bastante variável nas escalas temporal e espacial, e, por isso, conhecer esta variabilidade é de grande importância para a gestão e planejamento dos recursos hídricos, sobretudo em áreas semiáridas onde os valores precipitados são mais baixos se comparados a outas áreas tropicais.Para tanto, foram utilizados dados de precipitação de 22 postos pluviométricos, sendo 14 no interior e 8 fora da respectiva bacia. Os dados foram acessados no site do DCA/UFCG, e a partir deles, por meio de ferramentas de geoprocessamento, foram criados mapas que mostraram a variabilidade espacial e temporal das chuvas. Todas as análises foram trabalhadas, através do software Qgis 2.14, e através de técnicas de interpolação foram gerados mapas. Os resultados obtidos apontam que a BHRT apresenta uma distribuição sazonal irregular das chuvas com valores máximos em março e abril o que representa a estação chuvosa na bacia e um período de estiagem bastante pronunciado nos meses de setembro, outubro e novembro. Palavras-chave: chuvas, variabilidade, geoprocessamento.

 

 

A B S T R A C T

The most important aspect of the climate in the region of semiarid Brazil is the high variability spatiotemporal rainfall. This paper aims to make a spatial analysis of monthly rainfall in the Taperoá river basin, located in Paraíba semiarid region. This type of study has its importance due to the fact that rainfall is highly variable in time and space scales, and therefore know this variability is of great importance for the management and planning of water resources, especially in semi-arid areas where precipitates values ​​are lower compared to other relatively tropical areas. Therefore, rainfall data were used in 22 rainfall stations, 14 in and 8 out of its bowl. The data were accessed in the DCA / UFCG site, and from them through geoprocessing tools, maps were created that showed the spatial and temporal variability of rainfall. All analyzes were worked through Qgis 2:14 software, and through interpolation techniques maps were generated. The results indicate that BHRT has an irregular seasonal rainfall distribution with a peak in March and April which is the rainy season in the basin and one dry season quite pronounced in the months of September, October and November.

Keywords: rain, variability, geoprocessing.

 

 


Palavras-chave


chuvas, variabilidade, geoprocessamento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v9.5.p1357-1369



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License