Associação entre as condições sanitárias e a incidência de febre Chikungunya no município de Belém, Pará, Brasil

Jaqueline Portal da Silva, Márcia Aparecida da Silva Pimentel, Mário Augusto Jardim

Resumo


O saneamento adequado é requisito fundamental para a qualidade da saúde pública. O objetivo desse estudo foi analisar a relação entre o acesso aos serviços de saneamento e a incidência de febre Chikungunya em Belém (PA), no período de 2016 a 2018. Foram desenvolvidos indicadores sanitários e determinada à incidência da doença para o período analisado. A correlação de Pearson identificou associação entre as condições sanitárias e a incidência da doença. As correlações significativas na incidência de CHIKF ocorreram entre os indicadores de quantidade e regularidade no fornecimento de água, na coleta de resíduos sólidos e no nível de acesso aos serviços de saneamento.

 

Association between sanitary conditions and the incidence of Chikungunya fever in the city of Belém, Pará, Brazil

 

A B S T R A C T

Adequate sanitation is a fundamental requirement for the quality of public health. The objective of this study was to analyze the relationship between access to sanitation services and the incidence of Chikungunya fever in Belém (PA), between 2016 and 2018. Health indicators were developed and determined to the incidence of the disease for the period analyzed. Pearson's correlation identified an association between health conditions and disease incidence. Significant correlations in the incidence of CHIKF occurred between the indicators of quantity and regularity in water supply, solid waste collection and the level of access to sanitation services.

Keywords: Environmental sanitation; chikungunya fever; tropical diseases.

Palavras-chave


Saneamento ambiental, febre Chikungunya, doenças tropicais.

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, C.A.P., da Silva, R.M., 2018. Análise da ocorrência dos casos de dengue e sua relação com as condições socioambientais em espaços urbanos: os casos de João Pessoa, Cabedelo e Bayeux, no Estado da Paraíba – Brasil. Hygeia 14,56 – 79. DOI: http://dx.doi.org/10.14393/Hygeia142705

Belém. Lei Municipal nº 7.806, de 30 de julho de 1996. Delimita as áreas que compõe os bairros de Belém, especial a Lei nº 7.245, de 24 de janeiro de 1984, e dá outras providências.

Borja, P.C., Fredianne, D.A., Barreto, T.B., Moraes, L.R.S., 2015. Serviços públicos de saneamento básico em Salvador - BA: Estudo sobre as desigualdades de acesso. Gesta 3, 140-152.

Cardoso, A.C., Ventura Neto, R.S., 2013. A evolução urbana de Belém: trajetória de ambiguidades e conflitos sócio-ambientais. Cadernos Metrópole, 1, 55-76.

Castro, M. B., Costa, R.C., 2018. Climatic and socio-spatial aspects of the occurrence of dengue in Manaus AM, Brazil. Revista Brasileira de Geografia Física 11, 001-015.

Costa, A. I. P., Natal, D., 1998. Distribuição espacial da dengue e determinantes socioeconômicos em localidade urbana no Sudeste do Brasil. Rev. Saúde Pública 32,232-6.

Donalisio, M.R., Freitas A.R., 2015. Chikungunya in Brazil: an emerging challenge. Rev Bras Epidemiol. 18, 283-285.

Honório, N.A., Câmara, D.C.P., Calvet, G.A., Brasil, P., 2015. Chikungunya: uma arbovirose em estabelecimento e expansão no Brasil. Cad. Saúde Pública 31, 906-908.

Humphrey,J.M.,Cleton, N.B.,Reusken, C.B.E.M.,Glesby,M.J., Koopmans, M.P.G, 2017.Urban Chikungunya in the Middle East and North Africa: A systematic review. PLOS Neglected Tropical Diseases 11, 254-255. DOI:https://doi.org/10.1371/journal.pntd.0005707.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico. 2010. Rio de Janeiro: IBGE. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/estadosat/l. Acessado em: 21 de março de 2017.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Domicílios particulares permanentes. 2010. Rio de Janeiro: IBGE. Disponível em: http://sidra.ibge.gov.br/tabela. Acessado em: 22 de março de 2017.

Jansen, C.C., Williams C.R., van den Hurk A.F., 2015. The Usual Suspects: Comparison of the Relative Roles of Potential Urban Chikungunya Virus Vectors in Australia. PLoS ONE 10(8):e0134975. doi:10.1371/journal.pone.0134975.

Krystosik, A.R., Curtis, A., Buritica, P., Ajayakumar, J., Squires, R., DaÂvalos, D., 2017. Community context and sub-neighborhood scale detail to explain dengue, chikungunya and Zika patterns in Cali, Colombia. PLoS ONE 12, 321-331.DOI:https://doi.org/10.1371/journal. pone.0181208.

Machiner, F., Rodrigues, D.J., Andrade, E.A., 2009. Distribuição de dengue no norte de Mato Grosso, Brasil, 2001-2005. Cad. Saúde Coletiva 17, 627 – 440.

Martines, M.R., Morato, R.G., Kawakubo, F., Ferreira, R.V., Topa, R.H., 2019. Análise dos aspectos demográficos e socioambientais para elaboração de um Índice de Segregação Espacial Urbana. Confins – Revue franco-brésilienne de géographie. Confins [En ligne], 40 | 2019, mis en ligne le 04 juin 2019, consulté le 30 juin 2019. URL : http://journals.openedition.org/confins/19636. DOI: 10.4000/confins.19636.

Mendes, R.L.R. 2005. Indicadores de sustentabilidade do uso doméstico de água. 2005. 191 p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido. Universidade, Federal do Pará, Belém, 2005.

Moreira, F.S.A., Ferreira, G.R.B., Dias, L. C., Dias, L.C., Vitorino, M.I., 2019. Variabilidade da precipitação na Cidade de Belém-PA e sua relação com a incidência de Leptospirose. Revista Brasileira de Geografia Física 12, 71-80.

Nahas, M.I.P., Moura, A.S.A., Carvalho, R.C., Heller, L., 2019. Desigualdade e discriminação no acesso à água e ao esgotamento sanitário na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.Cad. Saúde Pública 35, 45-56.

Naveca FG, Claro I, Giovanetti M, de Jesus JG, Xavier J, Iani FCdM, et al.,2019.Genomic, epidemiological and digital surveillance of Chikungunya virus in the Brazilian Amazon.PLoS Negl Trop Dis 13(3): 0007065. https://doi.org/10.1371/journal.pntd.0007065.

Pandey, B.D., Neupane, B., Pandey, K., Tun, M.M.N., Morita, K.,2015. Detection of Chikungunya Virus in Nepal. Am. J. Trop. Med. Hyg., 93(4), 2015, pp. 697–700. doi:10.4269/ajtmh.15-0092.

Perez, F., Llau, A., Gutierrez, G., Bezerra, H., Coelho, G., Ault, S., Barbiratto, S.B., Resende, M.C., Kleber, G.L., Pacheco, O., Perez, O.L., Picos, V., Rojas, D.P., Siqueira, J.B., Suarez, M.F., Harris, E., Castellanos, L.G., Espinal, C., Martin, J.L.S., 2019. The decline of dengue in the Americas in 2017: discussion of multiple hypotheses. Tropical medicine & international health: TM & IH.DOI:10.1111/tmi.13200.

Rodrigues, N.C.P., Daumas, R.P., Almeida, A.S., dos Santos, R.S., Koster, I., Rodrigues, P.P., 2018. Risk factors for arbovirus infections in a low-income community of Rio de Janeiro, Brazil, 2015-2016. PLoS ONE 13, 231-243 DOI:https://doi.org/10.1371/journal.pone.0198357.Sam, I.C., Kümmerer, B.M., Chan, Y.F., Roques, P., Drosten, C., AbuBakar, S. 2015. Updates on chikungunya epidemiology, clinical disease, and diagnostics. Vector Borne Zoonotic Dis. 2015; 15(4): 223-30.

Scaramussa, S.M., Henkes, J.A., 2014. Utilização do sistema condominial de esgotamento sanitário como política pública para universalização do atendimento com redes de esgotos: o exemplo clássico do Distrito Federal. Revista de Gestão e Sustentabilidade Ambiental 3, 310 – 339.

Silva, T. C. C., Santos, A.P.B., Mussalem, T.M., Valadares - Koski, A.P., Nader, P. R. A., 2018. Aspectos epidemiológicos da Chikungunya no Estado do Espírito Santo, Brasil, 2014 a 2017. Revista Guará 6, 21-30.

Siqueira, M.S., Rosa, R.D.S., Bordin, R., Nugem, R.C., 2017. Internações por doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado na rede pública de saúde da região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2010-2014. Epidemiol. Serv. Saúde 26, 795-806.

Sobral, M.F.F., Sobral, A.I.G.P., 2019. Casos de dengue e coleta de lixo urbano: um estudo na Cidade do Recife, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva 24, 1075-1082. DOI: 10.1590/1413-81232018243.10702017

Tauil, P.L., 2001. Urbanização e ecologia da dengue. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 17(Suplemento): 99-102, 2001.

Tauro, L.B., Cardoso, C.W., Souza, R.L., Nascimento, L.C.J., dos Santos, D.R., Campos, G.S., Sardi, S., Reis, O.B., dos Reis, O.B., Reis, M.G., Kitron, U., Ribeiro, G.S., 2019. A localized outbreak of Chikungunya virus in Salvador, Bahia, Brazil. Mem Inst Oswaldo Cruz 114, 124-132. DOI:10.1590/0074-02760180597

Trewin, B.J., Darbro, J.M., Zalucki, M.P., Jansen, C.C., Schellhorn, N.A., Devine, G.J., 2019. Life on the margin: Rainwater tanks facilitate overwintering of the dengue vector, Aedes aegypti,in a sub-tropical climate. PLoS ONE 14.

DOI:https://doi.org/10.1371/journal.pone.0211167

Whiteman, A., Mejia, A., Hernandez, I., Loaiza, J.R., 2018. Socioeconomic and demographic predictors of resident knowledge, attitude, and practice regarding arthropod-borne viruses in Panama. BMC Public Health 18, 1249-1261. DOI: https://doi.org/10.1186/s12889-018-6172-4

Wimalasiri-Yapa, B.M.C., Stassen,L., Huang,X., Hafner, L.M., Hafner, W., Devine, G.J., Yakob, L., Jansen, C.C., Faddy, H.M., Viennet, E., Frentiu, F.D., 2019 Chikungunya virus in Asia – Pacific: a systematic review Emerging Microbes & Infections 8, 70-79.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.6.p2177-2192

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License