Análise multitemporal de uso, ocupação e cobertura da terra na zona Leste da cidade de Caxias/Maranhão/Brasil

Patricia Barbosa Pereira, Hikaro Kayo de Brito Nunes, Francisco de Assis da Silva Araújo

Resumo


Com o avanço da quantidade de habitantes no espaço urbano surgem novas formas de modificações no ambiente, e, assim, há o favorecimento da intensificação do processo de antropização, como a supressão da cobertura vegetal, a descaracterização do relevo e danos aos cursos d’água. Frente a isso, o objetivo deste estudo é analisar e quantificar, em escala multitemporal, a dinâmica de uso, ocupação e cobertura da terra da cidade de Caxias/MA com foco na zona Leste por meio de ferramentas obtidas junto ao Sensoriamento Remoto. A metodologia utilizada foi pesquisa bibliográfica, documental e cartográfica. Os mapas temáticos foram confeccionados através da interpretação de imagens obtidas dos satélites Landsat 5 TM (Thematic Mapper) para o ano de 2000 e o Landsat 8 OLI (Operational Land Imager) para 2017, por meio do plugin SCP (Semi-Automatic Classification) do software QGIS 2.18.8. Com os resultados obtidos, constatou-se que, a vegetação secundária continuou representando a maior área, apesar da área urbana ter crescido (de 33% a 35%). Isso é caraterizado devido à grande área verde no bairro Pai Geraldo e no bairro Baixinha onde está localizada uma fazenda. Diante dos dados e com as etapas de sensoriamento remoto, de campo e de laboratório, este estudo representou uma análise de uso, ocupação e cobertura da terra ocorrida, onde, a partir dela constatou-se as mais diversas atividades desenvolvidas na área, relacionando, ainda, com distintos riscos e impactos socioambientais. Assim, reforça-se a necessidade de novos estudos e a contribuição do sensoriamento remoto para o alcance dos objetivos.


Palavras-chave


cobertura da terra; sensoriamento remoto; zona Leste; Caxias/MA.

Referências


Araújo, J.P.R., Grigio, A.M., Pereira Neto, M.C. 2019. Análise multitemporal de uso e ocupação do solo (1977-2018) e identificação de impactos ambientais negativos no município de Assú/RN. Revista Brasileira de Geografia Física, 12, 1538-1553. Disponível: https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/239945. Acesso: 03 mar. 2020

Barros Neto, E. 2015. Desenvolvimento Urbano. In: Sousa, I. G.; Meneses, R. L. de; Viana, J. M. (Org.). Cartografia Invisíveis. Academia Caxiense de Letras.

Caxias. Lei de Divisão de Bairros nº 1.838/2009, de 31 de dezembro de 2009. 2010. Prefeitura Municipal de Caxias: dispõe sobre a criação e a divisão dos bairros da cidade de Caxias – MA, com estabelecimento de novos limites, e dá outras providências.

Cabette, A., Strohaecker, T. M. 2015. A dinâmica demográfica e a produção do espaço urbano em Porto Alegre, Brasil. Cadernos Metrópole 17, 481-501. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/cm/v17n34/2236-9996-cm-17-34-0481.pdf. Acesso: 03 mar. 2020.

Couto, R., Garcia; K. J., Silva, M. L.2018. Conflitos de uso e ocupação do solo nas áreas de preservação permanente do Município de Inconfidentes – MG. 11, 2244-2259. Disponível:https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/236867. Acesso: 03 mar. 2020.

Duarte, M. L., Silva, T. A. 2019. Avaliação do desempenho de três algoritmos na classificação de uso do solo a partir de geotecnologias gratuitas. REA – Revista de estudos ambientais (Online), 21, 6-16. Disponível:https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rea/article/view/7427. Acesso: 03 mar. 2020.

Fernandes, P. J. F., Vicens, R. S., Girão, R., Furtado, L. F. A. 2019. Análise de tendências de índice de vegetação (IV) MODIS na bacia do Paraíba do Sul. Revista Brasileira de Geografia Física,12, 1600-1617. Disponível:https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/238192. Acesso: 03 mar. 2020.

Ferreira, A. B. R., Fonseca, B. M., Pereira, G. 2020. Compartimentação do relevo baseada em parâmetros morfométricos: uma análise da região do extremo oeste da Bahia. Caderno de Geografia, 30, 236-251. Disponível: http://periodicos.pucminas.br/index.php/geografia/article/view/21641/16404. Acesso: 03 mar. 2020.

Florenzano, T. G. 2011. Iniciação em sensoriamento. Oficina de Textos.

QGIS, Development Team. 2016. QGIS Geographic Information System. Open Source Geospatial Foundation.

Hutchinson, J. M. S., Jacquin, A., Hutchinson, S. L., Verbesselt, J. 2015. Monitoring vegetation change and dynamics on U.S. Army training lands using satellite image time series analysis. Journal of Environmental Management, 150, 355-366. Disponível: https://research.wur.nl/en/publications/monitoring-vegetation-change-and-dynamics-on-us-army-training-lan. Acesso: 03 mar. 2020.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1991. Censo Demográfico de 1991. Rio de Janeiro.

________. 2000. Censo Demográfico de 2000. Rio de Janeiro.

________. 2015. Mudanças na Cobertura e Uso da Terra 2000 – 2010 – 2012. Rio de Janeiro: Diretoria de Geociências. IBGE.

________. 2017. Monitoramento da cobertura e uso da terra do Brasil 2000 - 2010 - 2012 - 2014. Rio de Janeiro: Diretoria de Geociências. IBGE.

Macedo, R. R., Mendes, R. L. R., Costa, T. 2018. Sistema de informação geográfica (sig) aplicado a gestão de recursos naturais. Atlas do aproveitamento de água da chuva nas ilhas de belém – iniciativas, demandas e potencialidades. Revista Geo UERJ, 1-38. Disponível:https://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/geouerj/article/download/29876/25262. Acesso: 03 mar. 2020.

Moreira, F. S. A., Dias, G. F.M., Vitorino, M. I., Silva, J. C. C., Holanda, B. S. 2019. Caracterização da urbanização e seu impacto nas variáveis socioambientais: Guamá e Nazaré em Belém, Pará. Revista InterEspaço, 5,01-27.Disponível:http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco/article/view/11775. Acesso: 03 mar. 2020.

Oliveira, C. B. S., Candeias, A. L B., Tavares Júnior, J. R. 2019. Utilização de índices físicos a partir de imagens OLI – TIRS para o mapeamento de uso e cobertura da terra no entorno do aeroporto internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freire. Revista Brasileira de Geografia Física,12, 1039-1053. Disponível: https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/237236. Acesso: 04 jan. 2020.

Oliveira, L. N., Aquino, C. M. S. 2020. Dinâmica temporal do uso e cobertura da terra na fronteira agrícola do matopiba: análise na sub-bacia hidrográfica do rio Gurguéia-Piauí. Revista Equador (UFPI), 9, 317 – 333. Disponível: https://revistas.ufpi.br/index.php/equador/article/view/9461. Acesso: 03 mar. 2020.

Pinheiro, L.C. S.J., Gomes, R.A.T., Carvalho Júnior, O.A., Guimarães, R.F., Oliveira, S.N. 2015. Mudanças do uso da terra e fragmentação da paisagem no município de Correntina (BA) durante 1988-2008. Revista Ra’e Ga, 35, 169–198. Disponível: https://revistas.ufpr.br/raega/article/view/39941/27802. Acesso: 04 jan. 2020.

Ribeiro, H. F., Faria, K. M. S., Cezare, C. H. G. 2019. Dinâmica espaço-temporal do desmatamento nos territórios da cidadania no nordeste goiano. Revista Brasileira de Geografia Física, v.12, 1180-1196. Disponível:http://www.revistas.usp.br/rdg/article/view/47288. Acesso: 04 jan. 2020. https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/238875. Acesso: 04 jan. 2020.

Rosa, R. 2005. Geotecnologias na Geografia aplicada. Revista do Departamento de Geografia, 16, 81-90. Disponível: http://www.revistas.usp.br/rdg/article/view/47288. Acesso: 04 jan. 2020.

Rodrigues, B.M., B.M., Osco, L.P., Antunes, P.A., Ramos, A.P.M. 2019. Avaliação da influência do uso e cobertura da terra na qualidade das águas superficiais da bacia hidrográfica do rio Pirapozinho (SP). Revista Brasileira de Geografia Física, 12, 738-753. Disponível: https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/237355. Acesso: 04 jan. 2020.

Santos, F.A.A., Rocha, E.J.P., Santos, J.S. 2019. Dinâmica da Paisagem e seus Impactos Ambientais na Amazônia. Revista Brasileira de Geografia Física, 12, 1794-1815. Disponível:https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/238378. Acesso: 04 jan. 2020.

Silva, D.G., Arruda, I. R. P., Silva, M. L. G., Ferreira, P. S., Gomes, V. P. 2016. Análise espaço-temporal do uso e cobertura da terra no município de Exu, PE. Clio Arqueológica, 31, 193-210. Disponível: https://www.researchgate.net/publication/316446148_ANALISE_ESPACO-TEMPORAL_DO_USO_E_COBERTURA_DA_TERRA_NO_MUNICIPIO_DE_EXU_-_PE. Acesso: 04 jan. 2020.

Silva, J.R.; Lustosa, G.S.; Veras-dos-Santos, D.S. 2016. Análise dos estudos ambientais realizados em Caxias – MA nos anos 2010 a 2014. Cadernos Cajuína, v.1, n.2, 2016, p.100-118. Disponível em:< https://cadernoscajuina.pro.br/revistas/index.php/cadcajuina/article/view/28/31> Acesso em: 13 de mar. de 2020.

Silva, J. X. 1992. Geoprocessamento e Análise Ambiental. Revista Brasileira de Geografia, 54, 47-61. Disponível: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/115/rbg_1992_v54_n3.pdf. Acesso: 03 mar. 2020.

Tamasauskas, P.F.L.F., Tamasauskas, C.E.P. 2016. Mudanças de uso e cobertura da terra e escoamento superficial na Bacia Hidrográfica do Rio Caripi-PA: uma análise a partir das geotecnologias. Revista GeoAmazônia, 04, 153–173. Disponível:http://www.geoamazonia.net/index.php/revista/article/download/117/pdf_88. Acesso: 04 jan. 2020.

USGS. United States Geological Survey., 2000. Using the USGS Landsat 5 Product. Disponível:https://earthexplorer.usgs.gov/. Acesso em: 07 nov. 2017.

USGS. United States Geological Survey., 2017. Using the USGS Landsat 8 Product. Disponível:https://earthexplorer.usgs.gov/. Acesso: 06 nov. 2017.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.3.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License