PANORAMA GERAL DA ZONA COSTEIRA DO ESTADO DO AMAPÁ

Marcus Roberto Cascaes Rodrigues, Orleno Marques Da Silva Junior

Resumo


A Zona Costeira Amapaense é uma área de com diversidade ambientes, fauna, flora e recursos naturais. Por estes fatores, esta é uma região explorada, tanto pela população costeira como pelos demais setores da economia, principalmente o setor portuário e ocupação urbana. A influência antrópica sobre esta região, em virtude de sua riqueza natural, associada às mudanças climáticas, podem alterar a dinâmica das forçantes que atuam sobre a área, consequentemente, os processos que atuam sobre a zona costeira. O objetivo desse artigo foi trazer ao público informações da Zona Costeira do Amapá de maneira que esses dados possam ser usados para melhor gerir essa importante área do estado. Assim, o conhecimento sobre os diversos aspectos da Zona Costeira Amapaense, bem como as suas características, em estudos publicados ao longo dos últimos anos, forneceu um compilado de informações a respeito da região que poderá futuramente servir como fonte de referência para o devido manejo dos recursos naturais, gestão e ordenamento territorial nessa área.


Palavras-chave


Recursos naturais, processos costeiros, dinâmica costeira, gestão.

Referências


Almeida, M. F. D. 2008. Comunidades macrobentônicas da reserva biológica do Lago Piratuba (Amapá–Brasil). Tese (Mestrado em Ciências ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará. Belém, 70 p.

Amaral, A. C. Z. & Jablonski, S. 2005. Conservação da biodiversidade marinha e costeira no Brasil. Megadiversidade. v.1. n.1. p. 43-51.

Atroch, A. L., Melem Junior, N. J., Meirelles, P. D. L., Cavalcante, E. D. S., Segovia, J. F. O. 1996. Projeto de desenvolvimento rural para o Estado do Amapá. Embrapa Amapá-Fôlder/Folheto/Cartilha (INFOTECA-E).

Batista, E. D. M., Souza Filho, P. W. M., Silveira, O. F. M. DA. 2009. Avaliação de áreas deposicionais e erosivas em cabos lamosos da zona costeira Amazônica através da análise multitemporal de imagens de sensores remotos. Revista Brasileira de Geofísica, v. 27, supl. 1, p. 83-96.

Boyero, L. 2011. Gradientes latitudinais na biodiversidade. Ecologia. Info, v. 32.

Burger, M. I. 2000. Situação e ações prioritárias para a conservação de banhados e áreas úmidas da zona costeira. Porto Alegre: Fundação Zoobotânica do RS, 60 p.

Campos, C. E. C., Naiff, R. H., De Araujo, A. S. 2008. Censo de aves migratórias (Charadriidae e Scolopacidae) da Porção Norte da Bacia Amazônica, Macapá, Amapá, Brasil. Ornithologia, v. 3, n. 1, p. 38-46.

Casara, M. Mineração predatória na Amazônia Brasileira. Cinco Décadas de Irresponsabilidade Social e Ambiental no Estado do Amapá (Predatory Mining in the Brazilian Amazon. Five Decades of Social and Environmental Irresponsibility in Amapá State). 2003. Observatório Social (The Social Observatory), Florianópolis, Santa Catarina, 48 p.

Castro Dias, G. A. De., Barboza, R. S. L., Júnior, M. B. F. D., Brito, D. M. C., & Castro Dias, T. C. A. De. 2014. Diagnóstico da pesca ilegal no Estado do Amapá, Brasil. Planeta Amazônia: Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas, n. 5, p. 43-58.

Correia, M. D. & Sovierzoski, H. H. 2005. Ecossistemas marinhos: recifes, praias e manguezais. / Mônica Dorigo Correia, Hilda Helena Sovierzoski. – Série: Conversando sobre ciências em Alagoas, Maceió: EDUFAL, 55p.

Costa, A. C. L. Da., Braga, A. P., Gonçalves, P. H. L., Da Costa, R. F., Júnior, J. D. A. S., Malhi, Y. S., Aragão, L. E. O. E. C. De; Meir, P. 2006. Estudos Hidrometeorológicos em uma floresta tropical chuvosa na Amazônia–Projeto ESECAFLOR. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 21, n. 3b, p. 283-290.

Costa, E. R., Sobrinho, M. V. 2015. Unidades de conservação de uso sustentável e agricultura familiar na Amazônia: Conflitos e desafios na Floresta Estadual do Amapá/Sustainable use and Family agriculture conservation units in the Amazon: Conflicts and challenges in the State Forest of Amapá. Revista GeoAmazônia, v. 3, n. 05, p. 97-116.

Costa, E. R., Sobrinho, M. V., Miranda Rocha, G. De. 2018. Conflitos socioambientais e perspectivas de governança em Unidades de Conservação: o caso da Floresta Estadual do Amapá, Amazônia, Brasil. Desenvolvimento e Meio Ambiente, v. 49. p. 83-107.

Costa Neto, S. V., Senna, C. D. S. F., Souza Coutinho, R. DO. 2006. Vegetação das Áreas Sucuriju e Região dos Lagos, no Amapá. In: Salustiano Vilar da Costa Neto. (Org.). Inventário biológico das áreas do Sucuriju e Região dos Lagos no Estado do Amapá. 1ed. Macapá: Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do estado do Amapá, v. 1, p. 41-79.

Costa Neto, S. V., Senna, C. D. S. F., Tostes, L. D. C. L., Silva, S. R. M. 2007. Macrófitas aquáticas das regiões dos lagos do Amapá, Brasil. Revista Brasileira de Biociências, v. 5, n. S2, p. 618-620.

Dalbosco, A. L. P., Carmo Barletta, R. Do., Franco, D. 2019. Relação entre as variações da linha de costa e as características morfodinâmicas da praia praia da armação, Ilha de Santa Catarina. Geociências (São Paulo), v. 38, n. 1, p. 241-256.

Demattê, J. A. M., Vasques, G. D. M., Corrêa, E. A., Arruda, G. P. D. 2012. Fotopedologia, espectroscopia e sistema de informação geográfica na caracterização de solos desenvolvidos do Grupo Barreiras no Amapá. Bragantia, v. 71, n. 3, p. 438-446.

Dias, T.C. A. D. C. 2013. Unidades de Conservação brasileiras: investimentos, custos de manejo e potencialidades econômicas. Tese (Doutorado em Biodiversidade Tropical) - Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 102 p.

Fernandes, M. E. B. & Carvalho, M. L. 2007. Bioecologia de Ucides cordatus Linnaeus, 1763 (Decapoda: Brachyura) na costa do estado do Amapá. Boletim do Laboratório de Hidrobiologia, v. 20, n. 1.

Figueira, C. C. D. O. 2019. O setor madeireiro no Município de Porto Grande, Amapá, Amazônia Oriental: extração e processamento de madeira nativa em floresta de terra firme. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 62 p.

Genz, F., Lessa, G. C., Cirano, M. 2008. Vazão mínima para estuários: um estudo de caso no rio Paraguaçu (BA). Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 13, n. 3, p. 73-82.

Gruber, N. L. S., Barboza, E. G., Nicolodi, J. L. 2003. Geografia dos sistemas costeiros e oceonográficos: subsídios para gestão integrada da zona costeira. Gravel. v.1, p. 81-89.

Guedes, M. C. 2007. Manejo de produtos florestais não-madeireiros no Amapá: relações do extrativismo com a agroecologia amazônica. In: Embrapa Amapá-Artigo em anais de congresso (ALICE). In: Reunião Amazônica de Agroecologia, 1., 2007, Manaus. A agroecologia no contexto amazônico: palestras, relatos de experiência e resumos. Manaus: Embrapa Amazônia Ocidental, 2007. p. 65-69.

Haimovici, M. & Klippel, S. 1999. Diagnóstico da biodiversidade dos peixes teleósteos demersais marinhos e estuarinos do Brasil. In: Workshop avaliação e ações proprietárias para conservação da biodiversidade das zonas costeira e marinha do Brasil. p. 68.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo Agropecuário (2017). Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ap/pesquisa/24/75511> Acesso em: 28 mar. 2020.

Letortu, P., Costa, S., Cantat, O. 2012. Les submersions marines en Manche orientale: approche inductive et naturaliste pour la caractérisation des facteurs responsables des inondations par la mer. Climatologie, v. 9, p. 31-57.

Lima, D. P. 2013. Avaliação da contaminação por metais pesados na água e nos peixes da bacia do Rio Cassiporé, Estado do Amapá, Amazônia, Brasil. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Tropical) - Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 147 p.

Lins-De-Barros, F. M. 2011. Análise integrada da vulnerabilidade costeira e riscos associados. In: Anais do VI Congresso Planejamento e Gestão das Zonas Costeiras dos Países de Expressão Portuguesa. Ilha de boa Vista, Cabo Verde, CD-ROM.

Lomba, R. M. & Silva, I. C. 2014. O crédito rural na agricultura familiar no Estado do Amapá-Brasil. Informe Gepec, v. 18, n. 2, p. 20-36.

Marques, I. 2009. Território Federal e mineração de manganês: gênese do Estado do Amapá. Tese (Doutorado em Geografia) – Centro de Ciências Matemáticas e Naturais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 286 p.

Matos, M. F. A., Aguiar, J. S., Santos, V. F., Silva, L. M. 2004. A. Atividades Econômicas. In: Valdenira Ferreira dos Santos. (Org.). Diagnóstico Socioambiental Participativo do Setor Costeiro Estuarino do Estado do Amapá. P. 76-89.

MEC. Ministério da Educação. A indústria do Estado do Amapá., s. d. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2020.

Medeiros, A. D. 2003. A influência da maré e da batimetria sobre a intrusão salina no estuário do Rio Itajaí-Açu. Tese (Mestrado em Ciências em Engenharia Oceânica) – Programa de Pós-Graduação de Engenharia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 75 p.

Meirelles, P. R. D. L. & Mochiutti, S. 2000. Impactos ambientais da bubalinocultura nos campos inundaveis do Amapá. In: Embrapa Amapá-Artigo em anais de congresso (ALICE). In: WORKSHOP ECOLAB, 5., 2000, Macapá. Ecossistemas costeiros amazônicos: boletim de resumos. Macapá: IEPA, p. 57-61.

Melo, C. C. S. 2006. Mamíferos não Voadores da Região dos Lagos, Municípios. In: Salustiano Vilar Costa Neto. (Org.). Inventário Biológico das Áreas do Sucuriju e Região dos Lagos no Estado do Amapá. Relatório do Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica Brasileira – Probio. p. 196.

Menezes, N. A., Buckup, P. A., De Figueiredo, J. L., De Moura, R. L. (Ed.). 2003. Catálogo das espécies de peixes marinhos do Brasil. São Paulo: Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo. p. 164.

Mochiutti, S., Meirelles, P. R de L. Sistemas silvipastoris no Amapá: situação atual e perspectivas. In. CARVALHO, M. M., ALVIM, M. J., CARNEIRO, J. da C. 2001. (Ed.). Sistemas agroflorestais pecuários: opções de sustentabilidade para áreas tropicais e subtropicais. Juiz de Fora: Embrapa Gado de Leite; Brasília: FAO.

Monteiro Neto, C. & Mendonça Neto, J. P. 2009. Biologia da conservação marinha. In: Pereira, R.C. & Gomes, A.S. (Org). Biologia marinha. p. 579-610.

Moura, M. D. N. & Vitorino, M. I. 2012. Variabilidade da precipitação em tempo e espaço associada à Zona de Convergência Intertropical. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 27, n. 4, p. 475-483.

Neves, C. F., MUEHE, D. 2010. Vulnerabilidade, impactos e adaptação a mudanças do clima: a zona costeira. Parcerias estratégicas, v. 13, n. 27, p. 217-296.

Nicolodi, J. L., Petermann, R. M. 2010. Mudanças Climáticas e a Vulnerabilidade da Zona Costeira do Brasil: Aspectos ambientais, sociais e tecnológicos. Revista de Gestão Costeira Integrada-Journal of Integrated Coastal Zone Management, v. 10, n. 2, p. 151-177.

Nunes, J. L. S., Santos, N. B. 2006. Dos Tubarossauros aos modernos tubarões: história evolutiva. ALMEIDA, ZS; CARVALHO-NETA, RNF Elasmobrânquios da costa maranhense. São Luís: UEMA.

Oliveira Luna, F. DE., Araújo, J. P. De., Oliveira, E. M. De., Hage, L. M., DE Oliveira Passavante, J. Z. 2010. Distribuição Do peixe-boi marinho, trichechus manatus manatus, no litoral norte do Brasil. Arquivos de Ciências do Mar, v. 43, n. 2, p. 79-86.

Palau, T., Cabello, D., Maeyens, A., Segovia, D. 2007. Los refugiados, del modelo agroexportador. In. Impactos del monocultivo de soja en las comunidades campesinas paraguayas. BASE Investigaciones Sociales.

Pascke, M. S., Lanzendorf, F. N. 2017. DIFERENÇA ENTRE PEIXES DE ÁGUA SALGADA E PEIXES DE ÁGUA DOCE. Maiêutica-Ciências Naturais, v. 5, n. 1.

Pedrozo, C. D. S; Kapusta, S. C. 2016. Indicadores ambientais em ecossistemas aquáticos. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. E-Tec Brasil, Porto Alegre. p. 74.

Pereira, L. C. C. 2007. A zona costeira amazônica brasileira: limite e características. Simpósio Zona Costeira Amazônica, Belém/PA. Anais da 59ª Reunião Anual da SBPC.

Pereira, L. C. C., Dias, J. A., Do Carmo, J. A., Polette, M. 2009. A zona costeira amazônica brasileira. Revista de Gestão Costeira Integrada-Journal of Integrated Coastal Zone Management, v. 9, n. 2, p. 3-7.

Pereira, L. D. J. G., Fernandes, S. C. P., Gonçalves, F. M., DO Nascimento, R. C., Barboza, R. S. L., Bentes, B. 2016. Conhecimento ecológico local sobre o mero Epinephelus itajara (LICHTENSTEIN, 1822) no Nordeste Paraense Amazônico. Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota), v. 6, n. 2, p. 110-119.

Pires, P. S. 2015. Do bravo ao manso por meio de uma lente: aproximações imagéticas à criação de búfalos. Iluminuras, v. 16, n. 40. p. 133-166.

Porto, J. L. R. 2005. Transformações espaciais e institucionais do Amapá: conflitos e perspectivas. Macapá.

Prost, M. T. R. D. C. & Rabelo, B. V. 1996. Variabilidade fito-espacial de manguezais litorâneos e dinâmica costeira: exemplos da Guiana Francesa, Amapá e Pará. Boletim do Museu Paraense. Emilio Goeldi, série: Ciências da Terra. v.8. p. 1-21.

Queiroz, J. A. L. De. 2004. Fitossociologia e distribuição diamétrica em floresta de várzea do estuário do Rio Amazonas no Estado do Amapá. Tese (Mestrado em Ciências Florestais) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 101 p.

Ranieri, L. A. & El-Robrini, M. 2016. Quantificação de sedimentos transportados por correntes nas praias oceânicas de Salinópolis, Nordeste do Pará, Brasil. Geociências (São Paulo), v. 35, n. 3, p. 457-471.

Ribeiro, R. P., Alves, P. R., De Almeida, Z. D. S., Ruta, C. 2018. A new species of Paraonis and an annotated checklist of polychaetes from mangroves of the Brazilian Amazon Coast (Annelida, Paraonidae). ZooKeys, n. 740, p. 1.

Rocha, G. M., Souza, G. N. ; Soares, D. A. S. 2018. Unidades de Paisagem e Morfologia da Zona Costeira. In: Gilberto de Miranda Rocha; Sérgio Cardoso de Moraes. (Org.). Uso do Território e Gestão da Zona Costeira do Estado do Pará. 1aed.Belém do Pará: NUMA/UFPA, v. 1, p. 35-48.

Rudorff, F. M. & Bonetti, J. 2010. Avaliação da suscetibilidade à erosão costeira de praias da Ilha de Santa Catarina. Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology, v. 14, n. 1, p. 9-20.

Santos, V. F. Dos., Polidori, L., Silveira, O. F. M. Da., Figueiredo Jr, A. G. De. 2009. Aplicação de dados multisensor (SAR e ETM+) no reconhecimento de padrões de uso e ocupação do solo em costas tropicais: costa Amazônica, Amapá, Brasil. Revista Brasileira de Geofísica, v. 27, p. 39-55.

Santos, V. F. Dos. 2016. Dinâmica de inundação em áreas úmidas costeiras: zona urbana de Macapá e Santana, costa amazônica, Amapá. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, v. 9, n. 3, p. 121-144.

Santos, V. F. Dos., Mendes, A. C., Da Silveira, O. F. M. 2016. Atlas de Sensibilidade Ambiental a derrame de óleo para a bacia marítima da foz do Amazonas. MMA/PETROBRAS. 106p.

Siciliano, S., Emin-Lima, N. R., Costa, A. F., Rodrigues, A. L., Magalhães, F. A. D., Tosi, C. H., Garri, R. G., Silva, C. R. D., Silva Junior, J. D. S. 2008. Revisão do conhecimento sobre os mamíferos aquáticos da costa norte do Brasil. Amazônia. p. 249-263.

Silva, A. C., El-Robrini, M., Santos, M. D. L. S. 2001. Campos de temperatura e salinidade na plataforma continental do Amazonas, durante a descarga mínima do rio Amazonas: uma análise ambiental. Revista Virtual de Iniciação Acadêmica da UFPA, v. 1, p. 1. 12 p.

Silva, E. F., Naif, R. H., Barata, F. D. B., Junior, L. S. S., França, P. F., Campos, C. E. C. 2014. Abundância sazonal de Phalacrocorax brasilianus (Aves, Phalacrocoracidae) na porção norte da bacia Amazônica, Macapá, Amapá, Brasil. Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota), v. 4, n. 2, p. 64-67.

Silva Junior, O. M. Da; Santos, V. F. Dos., Lobato, E. [2019?]. O GERCO nos Estados Brasileiros – reflexão, processo histórico e suas demandas atuais: Retrospecto e perspectivas: 30 anos do Programa de Gerenciamento Costeiro (GERCO) no estado do Amapá. Livro de 30 anos do GERCO no Brasil. Brasília.

Silva, L. M. A., Figueiredo Silva, S. L. De., Dias, F. S., Vieira, I. M. , 2008. Pescadores da vila do Sucuriju, Estado do Amapá: Características das relações entre pescadores e recursos pesqueiros. Scientific Magazine Uakari, v. 3, n. 2, p. 57-62.

Silva, L. M. A., Tavares-Dias, M. A. 2010. Pesca artesanal no Estado do Amapá: estado atual e desafios. Boletim Técnico-Cientifico do CEPNOR, Embrapa Amapá-Artigo em periódico indexado (ALICE), v. 10, n. 1, p: 43 – 53.

Silva, M. H. L., Torres Júnior, Castro, A. C. L., Azevedo, J. W. J., Ferreira, C. F. C., Cardoso, R. L., Nunes, J. L. S., Carvalho-Neta, R. N. F. 2018. Estrutura da assembleia de peixes em uma região portuária da costa amazônica. Iheringia. Série Zoologia, v. 108.

Silva, R. P., Fernandes, M.E. B. Anfíbios e répteis. In: Fernandes, Marcus E. B. (org.) Os Manguezais da costa norte brasileira. Bragança, PA: LAMA. 2016. v. 3, p. 105-124. Disponível em: http://livroaberto.ufpa.br/jspui/handle/prefix/337. Acesso em Janeiro 2020.

Silveira, O. F. M. Da; Silveira, O. T., Costa Neto, S. V. 2006. História Natural das Regiões dos Lagos e Sucuriju, Amapá, Brasil. In: Relatório Final PROBIO, p. 9-16.

Silveira, O. F. M. Da. & Santos, V. F. 2006. Aspectos geológicos-geomorfológicos região costeira entre o rio Amapá Grande e a região dos lagos do Amapá. MMA/PROBIO, Macapá, 30p.

Silva, U. R. L., Takiyama, L., Silva, S. L. F. 2006. Atlas da Zona Costeira Estuarina do Estado do Amapá: do Diagnostico Socioambiental ao Zoneamento Ecológico-Econômico Costeiro Participativo. Macapá: IEPA. 77p.

Souza, A. P. S., Souza, I. S., Olavo, G., Lobão, J. S. B., São José, R. B. 2019. Mapeamento e identificação de vetores responsáveis pela supressão do manguezal na Zona Costeira do Baixo Sul da Bahia, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 12, n. 07, p. 2503-2521.

Takiyama, L., Silva, A. 2004. Diagnóstico das Ressacas do Estado do Amapá: Bacias do Igarapé Fortaleza e Rio Curiaú. 260p. Macapá: SETEC/SEMA/IEPA.

Takiyama, L. R. & Silva, U. R. L. 2009. Experiências na Utilização de Metodologias Participativas para a Construção de Instrumentos de Gestão Costeira no Estado do Amapá, Brasil. Revista de Gestão Costeira Integrada-Journal of Integrated Coastal Zone Management, v. 9, n. 2, p. 33-45.

Tavares, J. P. N. 2014. Características da climatologia de Macapá-AP. Caminhos de Geografia, v. 15, n. 50.

Tessler, M. G. & Goya, S. C. 2005. Processos costeiros condicionantes do litoral brasileiro. Revista do Departamento de Geografia, v. 17, p. 11-23.

Torres, A. M., El‐Robrini, M. 2006. Erosão e progradação do litoral Brasileiro: Amapá. Erosão e progradação no litoral brasileiro, p. 12-38.

Veríssimo, A., Cavalcante, A. M.; Vidal, E., Lima, E., Pantoja, F., Brito, M. 1999. O setor madeireiro no Amapá: situação atual e perspectivas para o desenvolvimento sustentável. 1. ed. Belém: Imazon/Governo do Amapá, v. 1. 74p.

Vieira, I. M. 2006. Inventário biológico da carcinofauna das áreas Sucuriju e região dos Lagos, Amapá. Inventário biológico das áreas do Sucuruju e região dos Lagos no Amapá: Relatório Final Probio. IEPA, Macapá.

Zacardi, D. M; Silva, G. S., De Matos Vaz, E., Silva, L. M. A. 2016. Estudo dos aspectos sociais e técnicos da atividade pesqueira no município de Calçoene, amapá, extremo norte do Brasil. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca, v. 9, n. 2, p. 52-68.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v1.1.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License