Autoavaliação e autorregulação na aprendizagem de uma língua estrangeira: um estudo de caso com iniciantes da licenciatura de francês

FERNANDA SOUZA Souza e SILVA

Resumo


Este trabalho, que trata de avaliação formativa na aprendizagem de línguas, teve como objetivo averiguar o modo como alunos de licenciatura de Língua Francesa de uma universidade pública federal lidam com instrumentos de autoavaliação e autorregulação propostos na disciplina “Aprender a Aprender Línguas Estrangeiras”. Também procurou-se entender que influencia estes instrumentos tiveram em seus hábitos e estratégias de estudo. Para tal, tendo como base teórica estudos de Allal (1997), Perrenoud (1998), Fernandes (2006) e Nunziati (1990) sobre a avaliação formativa na perspectiva francófona, foi realizado um estudo de caso junto a duas alunas da referida disciplina. Os resultados obtidos mostram que embora conscientes de suas dificuldades e das medidas regulatórias adequadas, as participantes por vezes não as implementam.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.