A personagem feminina em Ana Miranda e Malika Mokeddem: um estudo comparativo

Maria Luiza Mazza Menani

Resumo


Nesta pesquisa, nos utilizaremos da literatura comparada para analisar dois romances: L’interdite, da argelina Malika Mokeddem, e Amrik, da brasileira Ana Miranda. Nosso objetivo é pontuar e relacionar as dificuldades da mulher no processo de imigração e inserção em uma nova cultura, a partir da análise da construção das personagens femininas em cada romance. Estas que, em nosso recorte, saem de países de costumes religiosos e conservadores em busca de condições mais justas de vida e adentram outro de cultura distinta e, teoricamente, mais aberta, ainda assim não encontram espaço para sua autonomia. Levando em consideração as demais questões femininas e feministas na literatura contemporânea, temos o intuito de focalizar as situações de hibridismo cultural e percepção de alusão cotidiana e comportamental no país estrangeiro, ressaltando também as vozes masculinas que confrontam e dificultam a incorporação dessas mulheres na sociedade.

Palavras-chave


Literatura; Literatura Comparada; Literatura de língua francesa

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.