PRINCESINHA DO NORTE POR BABETTE: IDENTIDADES E HOMOSSOCIABILIDADES EM COLATINA NOS ANOS 60

Randas Gabriel Aguiar Freitas, Luiz Cláudio Moisés Ribeiro, Carlos Eugênio Soares de Lemos

Resumo


Neste artigo discutiremos as classificações identitárias e as formas de sociabilidade das dissidências de gênero e sexualidade na cidade de Colatina no Espírito Santo durante os anos 1960. O pano de fundo teórico está na abordagem foucaultiana acerca da sexualidade. Interpelamos as questões de identidade a partir dos estudos culturais dialogando com os estudos queer, o que nos permite discorrer sobre identidades ao fugir da rigidez categórica e apresentar a plasticidade do processo de construção do eu e do outro. Buscamos verificar os espaços de sociabilidades desses sujeitos em uma cidade interiorana e os diálogos possíveis com outras cidades. A fonte que possibilitou essa pesquisa provém da coluna Colatina em Hi-Fi, escrita por Babette entre 1965 e 1968 no jornal O Snob, publicado na cidade do Rio de Janeiro (RJ).


Palavras-chave


homossociabilidades; Colatina; identidades; gênero; sexualidades

Texto completo:

PDF

Referências


ALBANI, Vivian. Trajetória do crescimento da cidade de Colatina. 2012. 166 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU), Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

COSTA, Rogério da Silva Martins. Sociabilidade homoerótica masculina no Rio de Janeiro na década de 1960: Relatos do jornal O Snob. 2010. 129 f. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) – Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2010.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de janeiro: Graal, 1988.

GREEN, James. Além do Carnaval: a homossexualidade masculina no Brasil do século XX. São Paulo: UNESP, 2000.

MACRAE, Edward. A construção da igualdade: identidade sexual e política no Brasil da “abertura”. Campinas: Editora UNICAMP, 1990.

MISKOLCI, Richard. A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização. Sociologias, n. 21, p. 150-182, 2009.

MOIRA, Amara Rodovalho. O cis pelo trans. Estudos Feministas, v. 25, n. 1, p. 365-373, 2017.

NOGUEIRA, Nádia. Invenções de si em histórias de amor: Lota Macedo Soares e Elizabeth Bishop. 2005. 315 f. Tese (Doutorado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), Universidade Estadual de Campinas, 2012.

SILVA, Tomaz Tadeu. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2005. p. 73-102.

VERAS, Elias Ferreira. Travestis: carne, tinta e papel. Curitiba: Appris, 2020.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2005. p. 7-72.




DOI: https://doi.org/10.32359/debin2020.v3.n9.p54-78



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.