Aqüífero Boa Viagem, uma Discussão de seus Usos versus suas Potencialidades, Recife – PE (Boa Viagem Aquifer, a Discussion of its Uses Versus its Potential, Recife - PE)

Ivaneide de Oliveira Santos, Danielle Gomes da Silva, Janaína Barbosa da Silva, Ricardo Ferreira da Silva, Antonio Carlos de Barros Corrêa

Resumo


O Aquífero Livre da Formação Boa Viagem abriga-se na Cidade do Recife, em sua porção Sul, recobrindo cerca de 46% da área total da cidade, sendo totalmente aflorante, caracteriza-se como um Aquífero livre. É recoberto por cinco RPAs (Regiões Político – Administrativas), cerca de 1.350.000 habitantes, com área total de 102,09 Km2, e uma demanda de 8.000 poços explotando água, com uma vazão média de 20 m3/h cada poço no ano de 2006. De um lado, tem-se o crescimento da instalação de poços e, conseqüentemente, da vazão média deles. De outro lado, tem-se a infiltração de água servindo de recarga do Aquífero, que neste caso, se dá somente através de suas áreas aflorantes permeáveis. Essa pesquisa tem o objetivo de relacionar a quantidade de explotação com as densidades de infiltração de água, a fim de se obter resultados que evidenciem as desproporcionalidades entre os períodos dinamizadores da recarga em discrepância com a quantidade de poços perfurados. Diante do exposto, é necessário que os meios de usos tolerem as dinâmicas naturais do recurso, enquanto recurso natural, e revejam seus ritmos próprios, agregando assim, um uso integrado e proporcional.

 

Palavras – chave: Aquífero Livre, Formação Boa Viagem, explotação.

 

Boa Viagem Aquifer, a Discussion of its Uses Versus its Potential, Recife - PE  

 

 

ABSTRACT

 

The Formation of Aquifer Boa Viagem is located at Recife city, in its southern portion, covering about 46% of the total area of the city being totally outcropping, characterized as a free aquifer. It is covered by five RPA (Regions Political - Administrative), about 1,350,000 inhabitants, with a total area of 102.09 km2, and a demand of 8,000 water wells exploited, with an average flow of 20 m3 / h each well. On the one hand, the installations of wells are growing, consequently, the average flow. On the other hand, the infiltration of water recharging the aquifer grows as well, which in this case is only through their permeable outcrop areas. This search aims to relate the amount of exploitation with the densities of water infiltration in order to obtain results that show the driving forces disproportionality between the periods of recharge in discrepancy with the number of wells drilled. In this light, it is necessary that the media uses tolerate the natural dynamics of the resource, as a natural resource, and review their own pace, adding thus a proportional and integrated use.

Keywords: Aquifer Free, Formation Boa Viagem, Exploitation.


Palavras-chave


Aqüífero Livre, Formação Boa Viagem, explotação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v4i4.232742



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License