EDUCAÇÃO DO CAMPO E ESCOLA PÚBLICA: EXPERIÊNCIA E RESISTÊNCIA

Maria Antônia de Souza, Rosana Aparecida da Cruz

Resumo


Este trabalho objetiva analisar a escola pública tomando como referência os princípios da Educação do Campo e destacar experiências de resistência à concepção hegemônica de sociedade e de educação. Ele é fruto de pesquisa documental e colaborativa com professores e equipes pedagógicas de um município da Região Metropolitana de Curitiba. Do ponto de vista teórico-metodológico, o trabalho vincula-se aos estudos de natureza materialista histórico-dialética. Analisa a escola pública tomando como referência a constatação da presença das marcas tradicionais nas políticas e práticas pedagógicas. Evidenciam-se os fatores de resistência e experiências coletivas na construção da escola, de fato, pública e vinculada à classe trabalhadora. Demonstra que as experiências acontecem em meio a disputas político-pedagógicas e de projetos de sociedade.


Palavras-chave


Educação do Campo; Escola Pública; Disputa Político-Pedagógica

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, M. G. As matrizes pedagógicas da Educação do Campo na perspectiva da luta de classes. In: MIRANDA, S. G.; SCHWENDLER, S. F. Educação do Campo em movimento: teoria e prática cotidiana. V. I. Curitiba: Editora da UFPR, 2010. P. 35-54.

BEZERRA, Delma Rosa dos Santos. O processo de apropriação da política da Educação do Campo por profissionais de uma escola no interior do estado de São Paulo. 249 fls. Tese (Doutorado em Psicologia), Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 2, de 28 de abril de 2008. Estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Diário Oficial da União, 29/4/2008, Seção 1, p. 25-26.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 1, de 3 de abril de 2002. Institui Diretrizes Operacionais para a Educação Básica das Escolas do Campo. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 9 abr. 2002.

BRASIL. Decreto nº 7.352, de 4 de novembro de 2010. Dispõe sobre a política de Educação do Campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 5 nov. 2010.

BRASIL. Lei nº 12.960 de março de 2014. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para fazer constar a exigência de manifestação de órgão normativo do sistema de ensino para o fechamento de escolas do campo, indígenas e quilombolas. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 de mar. 2014.

CALDART, Roseli Salete. Elementos para construção do Projeto Político-Pedagógico da Educação do Campo. In: MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sônia Meire Azevedo de (Orgs.). Por Uma Educação do Campo: Contribuições para um projeto de Educação do Campo. Brasília, DF: Articulação Nacional "Por Uma Educação do Campo”, 2004. Coleção Por Uma Educação do Campo, nº 5. p. 10 – 31.

CALDART, Roseli Salete. Sobre Educação do Campo. In: SANTOS, Clarice Aparecida dos. (Org.). Por uma Educação do Campo: campo-políticas públicas-Educação. Brasília: INCRA; MDA, 2008.

CALDART, Roseli Salete. Educação do Campo: notas para uma análise de percurso. Trabalho, Educação e Saúde, v. 7, n° 1, p. 35-64, mar/jun. Rio de Janeiro, 2009.

CNEC. CONFERÊNCIA POR UMA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CAMPO. Compromissos e desafios. Luziânia, 27 a 31 de julho de 1998.

CRUZ, Rosana Aparecida da. Reestruturação do projeto político-pedagógico das escolas municipais localizadas no campo no Município de Tijucas do Sul. 229fls. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2014.

DAGNINO, Evelina. Políticas culturais, democracia e o projeto liberal. Dossiê Nacional, Revista Rio de Janeiro, n. 15, jan. – abr. 2005. Disponível em: http://www.forumrio.uerj.br/documentos/revista_15/15_dossie_EvelinaDagnino.pdf. Acesso: 14 out. 2018.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Diretrizes de uma caminhada. In: ARROYO, Miguel Gonzáles; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Orgs.). Por Uma Educação do Campo. Petrópolis: Vozes, 2004. P. 133-145.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Território camponês. In: Caldart et al. Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 12. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Caderno Estatístico Município de Tijucas do Sul, 2017. Disponível em:

. Acesso: 28 set. 2018.

KOSIK, Karel. Dialético do concreto. São Paulo: Paz e Terra, 1976.

MACHADO, Rita das Dores. A cultura como matriz pedagógica na proposta curricular das escolas localizadas no campo. 144fls. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Tuiuti do Paraná. Curitiba, 2016.

MARTINS, Fernando José. Ocupação da Escola: uma categoria em construção. 282 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. Porto Alegre, 2009.

MOLINA, Mônica Castagna; SÁ, Laís Mourão. Escola do Campo. In: CALDART, Roseli Salete et al. (Org.) Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro: IESJV, Fiocruz; São Paulo: Expressão Popular, 2012.

MUNARIM, Antônio. Movimento Nacional de Educação do Campo: uma trajetória em construção. 16fls. 31ª Reunião Anual da ANPED. Caxambu/MG, 20082008. Disponível em: . Acesso: 20 set. 2018.

MUNARIM, Antônio; BELTRAME, Sonia Aparecida Branco; CONDE, Soraya. Franzoni; PEIXER, Zilma. Educação do Campo: reflexões e perspectivas. Florianópolis: Insular, 2010.

MUNARIM, Antônio. Educação do Campo e políticas públicas: controvérsias teóricas e políticas. In: MUNARIM, Antônio; BELTRAME, Sônia; CONDE, Soraya Franzoni; PEIXER, Zilma Izabel. (Orgs.). Educação do Campo: políticas públicas, territorialidades e práticas pedagógicas. Florianópolis: Insular, 2011. (p. 21 – 38).

RIBEIRO, Marlene. Educação do Campo: embate entre Movimento Camponês e Estado. Educ. Rev.. Belo Horizonte, 2012, vol.28, n.1, pp. 459-490

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares da Educação do Campo. SEED: Curitiba, 2006. Disponível em: Acesso: 14 out. 2018.

SANTOS, Arlete Ramos dos. “Ocupar, resistir e produzir, também na educação!” o MST e a burocracia estatal: negação e consenso. 395 fls. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

SAPELLI, Marlene Lucia Siebert. Ciclos de formação humana com complexo de estudos nas escolas itinerantes do Paraná. Educ. Soc., Campinas, v. 38, nº 140, p. 611-629, jul-set, 2017. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v38n140/1678-4626-es-38-140-00611.pdf Acesso: 15 de jul. 2018.

SCHELLING, Vivian. A presença do povo na cultura brasileira. Campinas: Editora da UNICAMP, 1990.

SCHWENDLER, Fátima Sônia. Uma Introdução à Educação do Campo em Movimento. In: MIRANDA, Sônia Guariza. (Orgs.). Educação do Campo em Movimento. Teoria e Prática Cotidiana – v.1. Curitiba: UFPR, 2010. p. 23-32.

SOUZA, Maria Antônia de. A educação é do campo no estado do Paraná? In: SOUZA, Maria Antônia de (org.). Práticas educativas no/ do campo. Ponta Grossa: Editora da UEPG, 2011.

SOUZA, Maria Antônia de. Educação e cooperação nos assentamentos do MST. Ponta Grossa: Editora da UEPG, 2006.

SOUZA, Maria Antônia de. Educação do Campo: políticas, práticas pedagógicas e produção científica. Educ. Soc., Campinas, v. 29, n. 105, p. 1089-1111, set./dez. 2008. Disponível em . Acesso em: 28 set. 2018.

SOUZA, Maria Antônia de. Educação do Campo: desafios para as escolas públicas. In: WIZNIEWSKY, Carmen Rejane Flores; MOURAD, Leonice Aparecida de Fátima Alves. (Orgs.). Educação, memória e resistência popular na formação social da América Latina. Porto Alegre: Evangraf, 2016. p. 111-136.

SOUZA, Maria Antônia de. Educação do Campo, escola pública e projeto político-pedagógico. In: SOUZA, Maria Antônia de (org.). Escola pública, Educação do Campo e projeto político pedagógico. Curitiba: Editora da UTP, 2018. P. 17 – 40.




DOI: https://doi.org/10.32359/debin2018.v1.n3.p67-90



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.