POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO DO CAMPO NA AMAZÔNIA: A EXPERIÊNCIA DO PRONERA NOS ASSENTAMENTOS RURAIS DO AMAPÁ

Ramofly Bicalho, Jefferson Almeida Brito, Pedro Clei Macedo

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar reflexões acerca das políticas públicas de educação do campo e sua interface com a educação profissional, tendo como especificidade o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA), destacando a mobilização das organizações e movimentos sociais, como protagonistas na luta pela terra e igualdade de condições no acesso a educação pública. É uma pesquisa de abordagem qualitativa, bibliográfica e documental. Utilizamos, predominantemente, relatórios técnicos, editais, projeto político-pedagógico e portarias relacionadas ao Curso Técnico em Meio Ambiente, no Instituto Federal do Amapá. A análise dos dados revelou a importância da Pedagogia da Alternância, como princípio metodológico. A diversidade dos tempos e espaços de formação emancipadora contribuíram para o empoderamento dos assentados agroextrativistas da reforma agrária na Amazônia amapaense.

Palavras-chave


Políticas Públicas. Educação do Campo. Movimentos Sociais. Reforma Agrária.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Sarah Lobato de. O agroextrativismo da castanha-do-brasil (bertholletia excelsa bonpl.) na Vila Maracá, Mazagão (AP). Dissertação. 121 f. Universidade Federal do Paraná: Curitiba, 2014.

ALMEIDA, Laynara Santos. O Assentamento Casulo Maria de Nazaré de Souza Mineiro: trajetórias e resistências no campo. Trabalho de Conclusão de Curso (2016). 77 f. Instituto Federal do Pará: Campus Belém, 2016.

BICALHO, Ramofly. Interfaces da educação do campo e movimentos sociais: possiblidades de formação. Revista Pedagógica.V. 20, N. 43, Jan./Abri. 2018.

BICALHO, Ramofly. História da educação do campo no Brasil: o protagonismo dos movimentos sociais. Revista Teias V. 18 n. 51, out- dez, 2017.

BICALHO, Ramofly; SILVA, M. A. Políticas públicas em educação do campo: PRONERA, PROCAMPO e PRONACAMPO. Revista Eletrônica de Educação (São Carlos), v. 10, n. 2, p. 135-144, 2016.

CALDART, Roseli. S. Educação em Movimento: Formação de Educadoras e Educadores no MST. Editora Vozes. Petrópolis . 1997.

______, Roseli Salete. Elementos para construção do projeto político e pedagógico da educação do campo. In: Por uma educação do campo: contribuições para a construção de um projeto de educação do campo. MOLINA, M. C ; JESUS, S. M. S. A. (org.) V. 5. Brasília: articulação nacional por uma educação do campo, 2004, p. 10 – 31.

COSTA. H.G.P. Políticas públicas de educação: um estudo sobre os programas de federais de educação para o campo no Amapá. 2016. 134 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional). UNIFAP, Macapá, 2016.

FILOCREÃO, A. S. M e SILVA, I. C. A política de assentamentos rurais no Estado do Amapá. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP. V. 9, n. 3, p. 145-171, dez. 2016. Disponível em: https://periodicos.unifap.br/index .php/pracs/article/download/2835/irenildov9n3.pdf. Acesso em 10/04/2018.

GONÇALVES. E. D. A contribuição dos movimentos sociais para a efetivação da educação do campo: a experiência do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária. Revista Educ. Soc., Campinas, v. 37, nº. 135, p.371-389, abr.-jun., 2016.

HARVEY, D. O neoliberalismo: história e implicações. Tradução Adail Sobral e Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Loyola, 2008.

IFAP. Campus Laranjal do Jari. Relatório de execução física da instituição de ensino do Curso Técnico em Meio Ambiente. Módulo 1. IFAP. Laranjal do Jari: AP, 2015.

_____. Campus Laranjal do Jari. Relatório de execução física da instituição de ensino do Curso Técnico em Meio Ambiente. Módulos 2 e 3. IFAP. Laranjal do Jari: AP, 2016.

_____. Resolução 40/2017/CONSUP/IFAP, de 08 de junho de 2017 que aprova o Projeto Pedagógico do Curso Técnico em Meio Ambiente na forma presencial do PRONERA. Campus Laranjal do Jari, 2017.

MDA. INCRA. Manual de Operações do PRONERA. Brasília/DF. 2016.

_____. INCRA. Manual de Operações do PRONERA. Brasília/DF. 2014.

_____. INCRA. Manual de Operações do PRONERA. Brasília/DF. 2011.

MDA. INCRA. Amapá. Relatório Geral de Assentamento. Superintendência Regional do Amapá. 2017. Disponível em: http://painel.incra.gov.br/sistemas/Painel/ImprimirPainelAssen tamentos.php?cod_sr=21&Parameters[Planilha]=Sim&Parameters[Box]=GERAL&Parametes[Linha]=1. Acesso em 10/05/2018.

MOLINA, Mônica Castagna. A contribuição do PRONERA na construção de políticas públicas de educação do campo e desenvolvimento sustentável. 2003. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável) Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, 2003.

_____. (org.) Educação do Campo e Pesquisa II: questões para reflexão. Brasília: MDA/MEC, 2010.

PTDRS. Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável do Sul do Amapá. Secretaria de Desenvolvimento Territorial – SDT. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Macapá, 2006. Disponível em: http://sit.mda.gov.br/download/ptdrs/ptdrs_territorio111.pdf. Acesso em 14/03/2018.

SANTOS, D. M. S; SILVA, N. O. Educação na Reforma Agrária: a experiência do PRONERA e os 19 anos de luta e revolução. VII Jornada Internacional de Políticas Públicas. 22 a 25 de agosto de 2017. Centro Universitária da UFMA, São Luís: Maranhão , 2017.

SOARES, Christianni Lacy; CHELALA, Cláudia. O Caso de Vila Brasil no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, Nº 2. Dez. 2009.

SOUZA, Josiane do Socorro Aguiar et al. Extensão multidisciplinar em uma comunidade de castanheiros no estado do Amapá. IV Encontro Nacional da Anppas. 4,5 e 6 de junho de 2008 Brasília - DF – Brasil, 2008.




DOI: https://doi.org/10.32359/debin2019.v2.n5.p158-177



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.