PROGRAMA PÓS-POPULARES: A EXTENSÃO COMO PRÁXIS EDUCATIVA NAS PERIFERIAS URBANAS DE BRASÍLIA

Erlando da Silva Reses, Walace Roza Pinel

Resumo


Vinculado ao Grupo de Pesquisa Consciência (CNPq) da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (FE/UnB), o programa de extensão universitária Pós Populares se origina das inquietações que permeiam o discurso e a prática dos profissionais da área de educação vinculados especialmente às redes distritais, estaduais e municipais do Distrito Federal e seu Entorno em Goiás e Minas Gerais. Trata-se um espaço formativo de ensino e pesquisa com o objetivo de democratizar o acesso à formação de professores-pesquisadores junto à Universidade, tratando especialmente a partir dos temas de pesquisa vinculados às necessidades locais a partir da vivência dos profissionais com larga experiência na prática docente, porém afastados do vínculo acadêmico, principalmente como pesquisadores. Neste sentido, podemos observar que os indicadores estatísticos nos mostram que menos de 1% da população do Distrito Federal e Entorno tem acesso à formação acadêmica como mestres ou doutores. Tal situação aponta para a necessidade de ações efetivas e de qualidade, no intuito de melhorar o acesso, a continuidade e principalmente a inclusão dos vários ciclos estudantis da Educação Básica até o ingresso em uma Universidade que as conecte ao mundo em uma perspectiva participativa e protagonista, a partir do fomento à participação no grupo de pesquisa, avançando-se às ações práxicas, ou seja, buscando movimentar a história com sentido e significado.


Palavras-chave


INCLUSÃO, EDUCAÇÃO POPULAR; PÓS- GRADUAÇÃO; GRUPO DE PESQUISA

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, L. A.; COAN, M. O ensino profissional no Brasil: Atender “os pobres e desvalidos da sorte” e incluí-los na sociedade de classes – uma ideologia que perpassa os séculos XX e XXI. Trabalho Necessário, Niterói/RJ, ano 11, n. 16, 2013. Disponível em: Acesso: 08 agostos; 2018.

COELHO, E. P.; FREIRE, P. Pedagogia da correspondência: Paulo Freire e a educação por cartas e livros. Liber Livro, 2011.

BRANDÃO, C.R. A Educação Popular na Escola Cidadã. Petrópolis/RJ: Vozes, 2012.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é método Paulo Freire. Brasiliense, 2017.

BRASIL, Plano Nacional de Educação 2014-2024 . Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede–volume I. Trad. Roneide Venâncio Majer com a colaboração de Klauss Brandini Gerhardt, v. 9, 2000.

CARVALHO, J. M. Unificação da elite: uma ilha de letrados. In: A construção da ordem. Brasília: UnB, 1981.

CHAVES, Vera Lucia Jacob. Expansão da Privatização/Mercantilização do Ensino Superior Brasileiro: A Formação dos Oligopólios. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 31, n. 111, p. 481-500, abr.-jun. 2010

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra,1987.

_______, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996

RÊSES, Erlando (Org.). Universidade e Movimentos Sociais. Belo Horizonte: Fino Traço, 2015.

_____, Erlando; PINEL, Walace Roza. Pós-populares, possibilidades de acesso no entorno do DF à Pós-graduação pelo chão da pesquisa. Anais do Seminário de Pesquisa, Pós-Graduação, Ensino e Extensão do Campus Anápolis – UEG, v. 3, n. 1, 2017.

______, Erlando; REIS, Renato Hilário dos. Presença e Pegadas de Paulo Freire de Paulo Freire no Distrito Federal: uma primeira aproximação. Revista Linhas Críticas, Brasília, n. 37 p. 529-550, 2012

VASQUEZ, A. S. (1977). Filosofia da práxis 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e terra

VIEIRA, M. C. Memórias-Testemunhos de Educadores: Contribuições da Educação Popular a Educação de Jovens e Adultos. Curitiba: Editora CRV, 2016.

PASQUINO, Gianfranco. In Dicionário de Política, Org. por Noberto Bobbio, Nicolla Mateucci e Gianfranco Pasquino. Tradução de João Ferreira, Carmem C. Varrialle e outros. Brasília, Editora Universidade de Brasília, 1986




DOI: https://doi.org/10.32359/debin2019.v2.n6.p174-189



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.