Evento de Precipitação Intensa Associado às Perturbações Ondulatórias dos Alísios Sobre o Estado de Alagoas.

Matheus José Arruda Lyra, Ismael Guidson Farias Freitas, Dimas de Barros Santiago

Resumo


O estudo teve como objetivo analisar a forte convecção provocada por uma Perturbação Ondulatória dos Alísios (POA) sobre o estado de Alagoas no dia 27 de maio de 2017. A análise e previsão de sistemas dessa magnitude desperta interesse devido os fenômenos adversos provocados e consequências à população. Foram utilizados dados de reanálise global ERA Interim fornecidos pelo European Centre for Medium-Range Weather Forecasts (ECMWF) com resolução espacial de 0,75º de latitude x 0,75º de longitude. Estes dados foram utilizados no software OpenGrADS para plotagem dos campos meteorológicos para a análise sinótica. Os dados referentes à precipitação acumulada foram fornecidos pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) a partir de 25 estações meteorológicas espalhadas por Alagoas. A perturbação se desenvolveu após a passagem de um sistema frontal que atingiu o Nordeste do Brasil alguns dias antes. O sistema sinótico pôde ser observado no campo de pressão à nível do mar e através das linhas de correntes em baixos níveis (925 e 850hPa) entre os dias 26 e 27, onde o eixo do cavado se concentrou sobre o estado de Alagoas. Os campos do fluxo de umidade integrado na vertical indicaram valores bastante elevados provenientes do Atlântico, adentrando Alagoas entre os dias 25 e 27. Através da análise da série de dados climatológica, maio de 2017 registrou o terceiro maior pico de pluviometria (692mm/24h), onde somente no dia 27 foram registrados 173mm/24h, o que correspondeu à cerca de 25% da média histórica.


Palavras-chave


POA; Fenômeno adverso; Alagoas.

Referências


Barros, A.H.C.; Filho, J.C.A.; Silva, A.B; Santigado, G.A.C.F. 2012. Climatologia do estado de Alagoas. Embrapa Solos-Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E), 32p.

Chan, C.S. 1990. Análise de distúrbios ondulatórios de leste sobre o Oceano Atlântico Tropical Sul. Sao Jose dos Campos, 1990.1 1 lp. Dissertação (Mestrado), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. 104 p.

Fedorova, N.; Levit, V.; Cruz, C.D. 2016. On Frontal Zone Analysis in the Tropical Region of the Northeast Brazil. Pure and Applied Geophysics 173, 1403-1421.

Freitas, I.G.F.; Gomes, G.B.; Nova, T.S.V.; Lyra, M.J.A. 2019. Previsão Climática Sazonal de precipitação com o REGCM4 sobre o Brasil durante o inverno anômalo de 2018. In: Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Meteorologia do CPTEC/INPE, Cachoeira Paulista, SP.

G1, http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/05/chuva-com-quatro-mortos-faz-maceio-decretar-estado-de-calamidade.html, acessado em 14/02/2019.

Kousky, V.E. Frontal Influences on Northeast Brazil. 1979. Monthly Weather Review 107, 1140-1153.

Kousky, V.E.; Gan, M.A. 1981. Upper Tropospheric cyclonic vortex in the subtropical South Atlantic. Tellus 3, 538-551.

Lyra, M.J.A.; Bonfim, O.E.T.; Januário, I.R.; Silva, Y.U.; Mesquita, G.A.L.; Cavalcante, L.C.V. Aplicações de metodologias distintas no comportamento pluviométrico de Maceió-AL. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, v. 9, n. 3, p. 104-112. 2018.

Marengo, J.A. 2006. On the hydrological cycle of the Amazon Basin: A historical review and current state-of-the-art. Revista Brasileira de Meteorologia 21, 1-19.

Molion, L.C.B.; Bernardo, S.O. 2002. Uma revisão da dinâmica das chuvas no Nordeste Brasileiro. Revista Brasileira de Meteorologia 17, 1-10.

Pontes da Silva, B.F.P.; Fedorova, N.; Levit, V.; Brito, B.M.; Peresetsky, A. 2011. Sistemas sinóticos associados às precipitações intensas no Estado de Alagoas. Revista Brasileira de Meteorologia 26, 295-310.

Rao, V.B.; Cavalcanti, I.F.A.; Hada, K. 1996. Annual Variation of Rainfall Over Brazil and Water Vapor characteristics over South America. Journal Geophysical Research 101, 26539-26551.

Torres, R.R.; Ferreira, N.J. 2007. Estudo de caso de um evento de distúrbio ondulatório de leste utilizando o modelo regional ETA. In: Workshop em Modelagem de Tempo e Clima utilizando o Modelo ETA, Cachoeira Paulista, SP.

Uvo, C.R.B. e Nobre, C.A. 1989. A Zona de Convergência Intertropical e a Precipitação no Norte do Nordeste do Brasil. Parte I: A Posição da ZCIT no Atlântico Equatorial. Climanálise 4, 34-40.

Yamazaki, Y.; Rao, V.B. 1977. Tropical Cloudiness over the South Atlantic Ocean. Journal of the Meteorology Society of Japan 55, 204-207.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.07.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License